InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Odeio-te - Capítulo 60 – Fim

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte
AutorMensagem
bêatriz'

avatar

Número de Mensagens : 1406
Idade : 23
Localização : Viseu
Tokio Hotel preferido : Georg Listing, I'm Yours
Data de inscrição : 12/12/2007

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Seg 23 Jun 2008, 15:54

Eu tambem acho o mesmo dos outros!!!
TA LINDOOO!
A FIC TA ABSOLUTAMENTE FANTASTICAA!!

Mais *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Líe
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 5265
Idade : 24
Localização : Loures,
Tokio Hotel preferido : Tommi
Data de inscrição : 04/01/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Seg 23 Jun 2008, 16:27

Devia ser eu a tar ali , iam ver como reconhecia o Tom Cool

Mais Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
x Danie' =) Lis' x

avatar

Número de Mensagens : 751
Idade : 24
Localização : Aveiro
Tokio Hotel preferido : Georg Listing
Data de inscrição : 03/03/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Seg 23 Jun 2008, 17:07

Como é que tu estives-te com um guitarrista mundialmente famoso .. e não o reconheces-te ??

:O

Posta mais ..

Ta lindUh !!

beijO ..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://daniella.hi5.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 04:41

Pimba!
O Zac ja se foi!!
Good!!!
Coitada da Mariana!
Keep!
Te adoro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 04:56

OH RAPARIGA NÃO SEJAS PÉSSIMISTA!

olha eu estou a adorar a tua fic!

e é claro que nao sou a única!

por isso...

posta mais um cap!

bitte!

bjO*
[b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Funny Girl×

avatar

Número de Mensagens : 922
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : Tom Kaulitz
Data de inscrição : 24/09/2007

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 07:58

Eihsh que parva que eu sou, como é que ainda não acompanhava a tua fic??

Está espectacular!!

Mais, mais!!

bjitos~~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MaRianinhA

avatar

Número de Mensagens : 759
Idade : 24
Localização : With Him
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 08/05/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 07:59

Funny Girl× escreveu:
Eihsh que parva que eu sou, como é que ainda não acompanhava a tua fic??

Está espectacular!!

Mais, mais!!

bjitos~~
oh danke danke.
Ainda não sei se vou postar hoje, eu não tenho quase coments nenhuns.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MaRianinhA

avatar

Número de Mensagens : 759
Idade : 24
Localização : With Him
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 08/05/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 17:05

Capítulo 5 – A bebedeira

Jantámos, arranjei-me e depois saímos todas para a discoteca. Fomos no meu carro até ao grande edifício luminoso. Nunca tinha estado naquela discoteca, a Rute é que conhecia. Entrámos. Era enorme e estava cheia. As paredes eram laranjas e o chão preto. Do lado esquerdo era o bar também nas mesmas cores, aliás toda a discoteca era nesses tons, e do lado direito havia a pista de dança e uns puffs e sofás. Elas puxaram-me pelo meio da multidão e fomos até aos puffs e sentámo-nos.
- Está muito movimentado isto. – disse a Rute.
- Assim é que está bem! – respondeu a Raquel.
- Bem meninas acho que é hoje que vou dar uso ao ditado “Beber para esquecer” – informei eu levantando-me – Por isso suas excelências vou-me.
- Vê lá vê, olha que tu não te costumas meter nessas cenas. – avisou Mary.
- Não te preocupes. – respondi enquanto me dirigia ao bar.
Passei novamente pela enchente de pessoas que se amontoava na pista de dança e cheguei ao bar.
- Boa noite, o que queres? – perguntou o empregado.
Fitei-o. Um rapaz alto e moreno tanto de pele como de cor de cabelos e com uns olhos verdes muito profundos. Sorri.
- Um shot, dos mais fortes que tiveres. – respondi.
Desta vez foi ele que sorriu. Seguiram-se mais 7 shots todos iguais e mais não sei quantas minis, mas a única coisa que sei foi que já não estava em condições de beber mais, mas mesmo assim queria mais.
- Era mais um se faz favor. -pedi eu.
- Desculpa mas não posso vender-te mais. Já não estás em condições de beber.
Podia ter armado ali uma confusão enorme mas fiquei-me por um pequeno insulto e uma breve recomendação de pessoa embriagada.
- Maricas! Eu se fosse a tua patroa despedia-te por recusares bebidas aos clientes. Passa bem. – ripostei eu e virei costas. Olhei para a multidão que ainda se encontrava na pista. Desta vez pareciam o dobro, mas certamente devido ao efeito do álcool, cada pessoa se desdobrava em outra ficando assim duas pessoas idênticas.
- Gott, tantos gémeos. – disse para mim mesma. – E agora onde é que andam aquelas tolas?
Ia procurá-las quando me deu uma enorme indisposição seguida de uma rápida ida à casa de banho. Parte má da bebedeira, quando se vomita. Acho que nunca tinha vomitado tanto na minha vida mas finalmente passou e saí de novo para a discoteca e assim que saí vi logo as outras 4 raparigas.
- Estás bonitas, estás! – disse a Raquel.
- Fala baixinho. Quem me leva para casa? – perguntei eu
- Levamos-te as quatro, só uma não consegue. – respondeu a Andreia.
Encaminharam-me para a saída e colocaram-se duas a duas de cada lado de mim. As duas mais próximas de mim seguravam-me para eu não cair visto que o meu estado era mesmo deplorável.
- Olhem ali um pássaro morto a voar. – disse eu apontando para o céu estrelado.
Olharam todas para o céu e eu comecei-me logo a rir. Eu gostava de lhes pregar este tipo de partidas.
- Gosh, até bêbeda ela nos engana. – disse a Andreia.
- Desta vez até teve mais piada. – respondeu a Rute.
Entrámos no meu carro e desta vez quem conduziu foi a Raquel. Parou em minha casa e entraram, meteram-me num banho de água gelada e sentaram-se no sofá à espera que eu saísse do banho.

A água fria caía-me nas costas, melhor remédio para a bebedeira não havia. Agora já estava mais lúcida e já dizia coisa com coisa. Saí do banho e vi que tinham posto o pijama em cima da bancada, vesti-me e dirigi-me à sala. Quando lá cheguei encostei-me à porta e esperei que elas me vissem.
- Já aí estás? – perguntou a Mary
- Não é uma assombração minha, sou eu mesma. – respondi a sorrir.
- Já está melhor. Bem agora vai mas é para a cama. – ordenou a Rute.
- Fala baixo! – pedi - Estou a rebentar de dores de cabeça.
- Por isso é que te vais deitar. Andor à minha frente. – mandou a Andreia apontando para o meu quarto.
Deitei-me e depois ouvi a porta da rua fechar, elas tinham ido embora.
Eu sono, sono não tinha, mas as dores de cabeça por causa da bebedeira eram tantas que não resisti e acabei por fechar os olhos.

Acordei já depois da hora de almoço com uma terrível dor de cabeça no dia seguinte, bem pior que a do dia anterior, levantei-me para ir buscar uma aspirina, não convinha que ninguém mais me visse naquele estado. Depois da aspirina dirigi-me à casa de banho para mais um banho. Enchi a banheira e deitei-me lá dentro, por pouco não adormecia novamente. Quando saí do banho a aspirina estava a fazer efeito e as dores iam desaparecendo com o passar do tempo. Abri os estores das janelas, escolhi uma roupa para vestir e meti montes de base na cara para não se notarem as olheiras. De repente deu-me uma enorme vontade de escrever, não um texto normal ou uma história, uma música. Peguei no caderno onde costumava escrevê-las e sentei-me no sofá preto da minha sala.

I found myself today
Oh I found myself and ran away
But something pulled me back
Voice of reason I forgot I have
All I know
Is you’re not here to say

As lágrimas escorriam pela minha cara, parei de escrever. Todas as palavras que escrevia estavam ligadas à morte do meu avô. Arrumei a folha numa gaveta e sequei as lágrimas. Foi aí que percebi, aquilo talvez fosse um sinal, sinal de que o meu avô não queria que a banda acabasse só porque já não estava ali para nos apoiar. Também não queria acabar com a banda, no principio a vontade de a começarmos era pouca para todas, mas depois, divertíamo-nos tanto, passámos tantas experiências engraçadas, mas as memórias do meu avô ligadas àquela banda eram demasiadas. Talvez o melhor fosse falar com as raparigas, saber o que elas pensavam em relação a isto, mas não valia a pena fazer nada sem antes acabar a canção e sem ela ter ficado minimamente decente para a mostrar.
Pousei a caneta e segui para a cozinha para comer qualquer coisa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
bêatriz'

avatar

Número de Mensagens : 1406
Idade : 23
Localização : Viseu
Tokio Hotel preferido : Georg Listing, I'm Yours
Data de inscrição : 12/12/2007

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 17:13

MAIS MARIANA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! =D

*_*

@
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
M@r!ana

avatar

Número de Mensagens : 647
Idade : 20
Localização : Algures por aí xD
Tokio Hotel preferido : Bill Kaulitz
Data de inscrição : 26/04/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Ter 24 Jun 2008, 17:20

Adorei!
uma bebedeira??
ai a menina, portou-se mal!
mais @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-portuguese.twilight-vampire.com
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 04:32

uma bebedeira mariana?

ai ai ai!

mais sim?

bjO*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Líe
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 5265
Idade : 24
Localização : Loures,
Tokio Hotel preferido : Tommi
Data de inscrição : 04/01/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 05:19

Marianinhaaa, posta maaaais Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 06:11

Lindo!!!!!!
Grande cena um passaro morto a voar!
Continua eu adoro isto!
Re adoro a ti tambem!
Kuss
Voltar ao Topo Ir em baixo
x Danie' =) Lis' x

avatar

Número de Mensagens : 751
Idade : 24
Localização : Aveiro
Tokio Hotel preferido : Georg Listing
Data de inscrição : 03/03/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 07:08

MaRianinhA escreveu:


- Maricas! Eu se fosse a tua patroa despedia-te por recusares bebidas aos clientes. Passa bem. – ripostei eu e virei costas. Olhei para a multidão que ainda se encontrava na pista. Desta vez pareciam o dobro, mas certamente devido ao efeito do álcool, cada pessoa se desdobrava em outra ficando assim duas pessoas idênticas.
- Gott, tantos gémeos. – disse para mim mesma. – E agora onde é que andam aquelas tolas?

.....................

- Olhem ali um pássaro morto a voar. – disse eu apontando para o céu estrelado.
Olharam todas para o céu e eu comecei-me logo a rir. Eu gostava de lhes pregar este tipo de partidas.
- Gosh, até bêbeda ela nos engana. – disse a Andreia.
- Desta vez até teve mais piada. – respondeu a Rute.

XD

Esta parte partiu-me toda !!

Posta maisssssssssssssssssssssss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://daniella.hi5.com
MaRianinhA

avatar

Número de Mensagens : 759
Idade : 24
Localização : With Him
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 08/05/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 07:23

Este é enorme minha gente xDD
Obrigado por todos os coments, obrigado mesmo.
Faltam 4 dias para O Dia e eu estou assustadoramente normal. Tirando à bocado que vi que o Rock in Rio tinha tido mais gente que o Parc des Princes xDD

Fica aqui a coisinha.

Capítulo 6 – O “Fugitivo”
“Cereais, sandes, torradas. Ai, o que será que como?” – pensava eu. Acabei por me ficar pelas torradas com leite achocolatado, preparei-as e sentei-me no sofá a comer.
- Ora bem, o que é que uma rapariga como eu, pode fazer num dia de chuva depois de ter lanchado? – perguntei para mim mesma. – Hmm, acho que tenho uma pequena ideia. Onde é que está o meu telemóvel?
Procurei o bendito objecto que encontrei junto da minha mesinha de cabeceira. Liguei a todas as raparigas e pedi para nos encontrarmos no spa mais frequentado por nós lá em Lisboa. Uma tarde dedicada à beleza exterior de cada uma de nós. Adorava ir àquele sítio pois transmitia-me uma calma imensa e juntando o útil ao agradável, ficava bonita cada vez que lá ia.
Dirigi-me ao spa e quando cheguei ainda tive de esperar pelas restantes acompanhantes pois nenhuma delas se encontrava no local combinado à hora combinada.
- Hey bêbeda! – chamou a Andreia.
- Estava a ver que me iam deixar aqui a criar raízes, não é que eu me importasse, mas era bem melhor lá dentro. – resmunguei. – E para já eu não bebi assim tanto. Eu estava a precisar daquele nível elevado de álcool no meu sangue, assim como estou a precisar deste spa, por isso deixemo-nos de tretas e vamos entrar. - Ressacada e mal-humorada, vai ser um dia em cheio. – gozou a Raquel.
As primeiras coisas que fomos fazer foram massagens. Despedimo-nos à entrada para cada uma ter mais privacidade. Passada uma hora encontrámo-nos novamente à entrada.
- Epah, o gajo que estava a fazer-me a massagem era tão bom. – contava Raquel. – E eu consegui o número dele.
- Ui, ela acordou para a vida. – gozou a Rute.
- Que se segue? Cabeleireiro? – perguntou a Mary.
Nem foi preciso resposta, dirigimo-nos todas à zona destinada a tratar dos cabelos. Decidi devolver ao meu estilo os meus caracóis de que já sentia falta. Na ultima sessão fotográfica alisaram-me o cabelo e ainda por muitos banhos que tomasse ainda não tinha voltado ao estado normal.
**
Foi sem dúvida a melhor tarde da minha vida, sinto-me sempre mais nova quando saio pelas portas do spa, não é que eu seja velha mas sinto-me sempre bem e rejuvenescida.
Estávamos a tomar uma bebida quando recebo um telefonema. Uma revista que queria uma entrevista minha. Perguntei porquê e a senhora disse-me que era sobre o facto do Zac ter saído do país. Fiquei atónita com a notícia, ele tinha ido embora. Não podia negar que o meu coração ainda acelerava cada vez que falavam nele. Mas ele fez-me mal e isso eu não tolero, tomei a decisão acertada. Confirmei com a senhora para dar uma entrevista nesse mesmo dia pois era ainda para a próxima edição da revista.
- Meninas, vou ter de ir. – informei.
- Que se passa? – perguntou a Mary
- Telefonaram-me de uma revista, o Zac saiu do país e querem uma entrevista comigo. – contei.
- Saiu? Como saiu? – perguntou a Raquel.
- Sei lá, pode ser que a senhora me conte mais alguma coisa. Até depois.
Levantei-me e segui para o estúdio da tal revista. Quando lá cheguei a senhora já me aguardava e encaminhou-me para o gabinete dela.
**
Tom, lia uma revista que o Saki lhe tinha trazido. Desfolhava-a na ânsia de encontrar algo relativamente interessante no seu ponto de vista. Encontrou. Parou na página onde vira uma foto minha e começou a ler a entrevista.
Mariana, estrela internacional a nível da moda, depara-se agora com uma situação embaraçosa a nível da sua relação amorosa, como se sente em relação a isso?
- Não me sinto bem nem mal. Ainda nem sabia que o Zac tinha deixado o país, só fui informada quando me contactou para a entrevista.
Está-me a dizer que não sabia ainda da saída do seu namorado para o estrangeiro?
- Antes de mais, já não é meu namorado. Acabámos antes de ele ir embora.
Pode contar-nos porquê?
- Peço desculpa mas não, são razões pessoas que ainda hoje me tocam bastante. O Zac foi desagradável e eu pus fim à relação.
Como se sente com o facto de ele ter saído do país sem a ter avisado previamente?
- Nada, ele não tinha de me avisar e ainda bem que não o fez. Não posso negar que o fim da relação não foi pelos melhores motivos e por consequência não ficámos amigos, simplesmente não falamos. Só queria agradecer a uma pessoa que me ajudou bastante, mesmo sem me conhecer, e claro aos meus amigos.
E a nível profissional, tem tido muitos trabalhos.
- Alguns, mas neste momento estou à espera de mais alguma proposta.”
Depois de ter lido, sorriu. Sentia-se orgulhoso, ela tinha mencionado indirectamente o seu nome em forma de agradecimento. Na altura não queria ter saído de Portugal sem falar novamente com ela, mas não tinha maneira de a contactar. Agora estava mais descansado, sabia que ela já estava bem.
- Tommy, que estás a ler? – perguntou o Bill que lhe roubara a revista da mão.
- Dá cá isso Bill. – pediu Tom.
- Não, não. – respondeu o irmão.
Começaram numa corrida, o Tom atrás do Bill para lhe tirar a revista. Finalmente conseguiu e sentou-se com a dita cuja presa entre os seus braços para que não lha tirassem de novo.
- O que é que se passa, vocês não param quietos? – resmungou o Georg que acabara de entrar.
- O Tom estava a ler uma entrevista sobre aquela modelo do cartaz. – gozou o Bill.
- E tu tiraste-me a revista. – resmungou o Tom.
- Oh Tom não acredito, ficaste apanhado pela gaja? – perguntou o Gustav.
- Não, ele está só a sonhar com o dia em que a vai conhecer pessoalmente. – gozou o Georg.
O Tom começou a rir feito tolo e os restantes olhavam-no indignados.
- Está-lhe a dar, ou é só impressão minha? – perguntou o Bill.
- Oh meu amor, o que é que andas-te a beber? – gozou o Georg.
- Eu? Nada, só me estou a rir de vocês. – gozou o Tom.
- Está-me aqui a falhar qualquer coisa. – comentou o Gustav.
- Não é só a ti, eu e o Georg também não estamos a apanhar nada. Já te chibavas menino Tom. – sugeriu o Bill.
- Nada disso, a minha boca é um túmulo meus queridos. – gozou o Tom enquanto se levantava.
Foi automaticamente puxado para baixo e obrigado a sentar-se de novo.
- Vais falar, vais. – ameaçou o Gustav.
- Se não falar, o que é que acontece? – perguntou o Tom fingindo-se assustado.
O Bill olhou para o Georg e depois para o Gustav.
- Podemos sempre castrar-te com uma faca, que me dizes? – perguntou o Georg.
O Tom mudou logo de cara e olhou escandalizado.
- Podiam ficar aqui um ano, não iam conseguir cortar nem metade. Sou um homem de pele rija. – avisou Tom. – Mas como vocês até são meus amigos eu conto. - Vá lá, conseguimos. – congratulou o Gustav.
- Vem aí bomba! – disse o Georg
- Não vem, já veio e já foi. – respondeu o Tom.
- Epah conta de uma vez. – pediu o Bill.
- Então é assim, enquanto vossas excelências andavam por aí a abanar o esqueleto numa discoteca qualquer, eu fiquei no hotel lembram-se? Belo hotel por acaso. – observou o Tom
- Não divagues pateta, continua. – pediu o Georg.
- Então, depois a tal modelo apareceu por lá no hotel e.. – contou o Tom.
- Não acredito, nós saímos para conhecer alguém interessante e este gajo fica com o cu estatelado em casa e a diversão vem ter com ele. Ao menos foi bom? – perguntou o Gustav
- O que é que foi bom? – perguntou o Tom, depois percebeu a pergunta – Estás-te a passar ou quê? Mas tu julgas que eu sou o quê? Não aconteceu nada.
Parou, reflectiu no que acabara de dizer e escangalhou-se a rir juntamente com os outros três.
- Ok, ok. Não foi a melhor escolha de palavras. Mas não aconteceu mesmo nada, ela tem namorado. – disse o Tom.
- Tinha! – interrompeu o Bill olhando para a revista. – Segundo esta entrevista já não tem.
O Georg arrancou-lhe o monte de folhas coloridas e agrafadas e pôs-se a olhar para ele, lendo algumas partes mais importantes da entrevista. Gustav juntou-se a ele.
- Ás tantas a boazona largou o namorado por causa daqui do nosso jamaicano. – gozou o Georg.
- Ahah, jamaicano, que piada. As meninas não resistem ao meu charme natural, e alguns rapazes também não e tu sabes disso não é meu querido amigo? – insinuou Tom. – Mas, por muita pena minha, não foi por mim que ela deixou o namorado.
Rapidamente se apercebeu que tinha falado de mais, os outros olharam-no desconfiados, na ânsia de perceber se ele sabia de algo mais do que estava escrito naquelas míseras linhas da revista.
- Como é que sabes, Tom? – perguntou Gustav chegando-se perto do amigo.
- Porque..porque nós nem falámos muito. Foi só olá, tudo bem, então gostas do que fazes. Nem trocámos números de telemóvel. – esclareceu o Tom.
Os outros pareceram ficar convencidos com aquela explicação.
- Andas a perder qualidades é o que é, palhaço. – disse o Georg apontando para o Tom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Líe
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 5265
Idade : 24
Localização : Loures,
Tokio Hotel preferido : Tommi
Data de inscrição : 04/01/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 07:34

Este foi sem duvida o melhor capitulo da tua fic até agora xD

AMEI, ri-me imenso ! Very Happy
este Tom tem umas saídas espectaculares!
mais @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
M@r!ana

avatar

Número de Mensagens : 647
Idade : 20
Localização : Algures por aí xD
Tokio Hotel preferido : Bill Kaulitz
Data de inscrição : 26/04/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 07:35

ganda cap
mais @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-portuguese.twilight-vampire.com
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 08:36

tb gostei deste cap!

xD

mais sim?

bjO* :%
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
x Danie' =) Lis' x

avatar

Número de Mensagens : 751
Idade : 24
Localização : Aveiro
Tokio Hotel preferido : Georg Listing
Data de inscrição : 03/03/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qua 25 Jun 2008, 09:13

Afinal porque é que o Zac fugiu ??

Posta maisssssssssss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://daniella.hi5.com
Funny Girl×

avatar

Número de Mensagens : 922
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : Tom Kaulitz
Data de inscrição : 24/09/2007

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 08:07

Atrasei-me -.-'

Opá sou horrivel...

Bem o Tom ficou apanhadinho.

Posta mais sim??

bjitos~~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MaRianinhA

avatar

Número de Mensagens : 759
Idade : 24
Localização : With Him
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 08/05/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 09:40

Boa tarde!!
Não sei se vou continuar a postar todos os dias, mas logo se ve.

Aqui fica o de hoje Very Happy

Capítulo 7 – Another part of the song

Tinham-se acabado finalmente todas as entrevistas sobre o assunto Zac. Depois de todas as perguntas e todas as minhas respostas forçadas, sentia-me vazia. Sentia-me sempre assim depois de contar praticamente ao mundo a minha vida. Em todas as entrevistas aparecia a maldita pergunta, directa ou indirectamente todos perguntavam o porquê do fim de uma relação duradoura e forte como a nossa. Sinceramente, começo a achar que a classe dos medias nasceu com problemas auditivos, porque repetem as mesmas perguntas mesmo que a pessoa diga que não quer responder.
A falta de algo para fazer fez-me levantar do sofá e procurar algo numa gaveta, algures esquecida em casa, se não era devia ser. “Mariana, tu sabes que não devias escrever, não há mais um porquê para o fazer.” Nasci teimosa e teimosa vou morrer, quando meto algo na cabeça não desisto até conseguir.
Peguei na folha a4 branca e sentei-me no sofá novamente.
Deixei a caneta escorregar e deixar a sua tinta na folha.

I found myself today
Oh I found myself and ran away
But something pulled me back
Voice of reason I forgot I have
All I know
Is you’re not here to say
What you always used to say
But it’s written in the sky, tonight

So I won’t give up
No I won’t break down
Sooner than it’s seems life
Turns around
And I will be strong
Eve if it all goes wrong
When I’m standing in the dark
I’ll still believe
Someone’s watching over me

Reli tudo o que já tinha escrito antes e sorri. Cada palavra se identificava com ele, aquela pessoa indispensável, que a morte se encarregara de levar.
Provavelmente aquilo iria para o lixo, mas não fazia mal nenhum tentar acabá-la. Guardei-a na mesma gaveta. Lembrei-me que tinha nesse dia uma sessão fotográfica para lingerie da Women’s Secret. As outras raparigas também andavam a ser fotografadas mas para outras marcas.
Segui para o estúdio onde me tinham mandado comparecer. Quando lá cheguei, não estiveram com muitos rodeios, maquilharam-me, deram-me uns retoques no cabelo, deram-me uns quantos pares de soutiens e cuecas e mandaram-me ir vestir. A primeira combinação, langerie preta super sexy.

**

Passou-se um mês desde a última sessão fotográfica. A minha carreira estagnou depois disso. Não tive mais noticias do Zac, o que foi óptimo para o esquecer. Estava sentada a ver tv quando começa a dar um programa com os Tokio Hotel. Fiquei por momentos a admirar o estranho grupo, mas por muito que tentasse não me fixar nele, as atenções iam sempre para o Tom. Lá estava ele, com as mesmas roupas largas, o boné, as rastas. Reparei no rapaz esquisito que se encontrava ao lado dele.
- Bem ele deve ter estado meia hora à frente uma ventoinha. – gozei. – Mas gosto mesmo do cabelo dele.
Ouvi a apresentadora do programa dizer que era o vocalista e irmão gémeo do Tom. Primeiro pensei que o apresentador estivesse a tentar pregar uma mentira a alguém mas depois observei com atenção as faces dos rapazes e conclui que eram mesmos gémeos embora os estilos divergissem completamente um do outro. Haviam ainda mais dois rapazes, um com os olhos lindos e um cabelo castanho e muito esticado e outro loirinho super fofo. Reparei que o do cabelo castanho liso e o Tom olhavam descaradamente para o decote da apresentadora. Ela fingia que não via, mas depois o Tom começou a brincar com o pircing. Era difícil resistir-lhe.
- Sexy, sexy. Nem reparei bem no rapaz que me ajudou.
Em cima da mesa ouvi o telemóvel tocar, corri para atender.
- Olá!
- Olá, boa tarde, é a Mariana?
- Sim, quem quer falar?
- É da agência, acha que dá para passar aqui agora?
- Agora, agora não. Mas daqui a 5 minutos estou aí. Mas passa-se alguma coisa?
- Não são assuntos que se possam falar por telefone, esperamo-la aqui na agência.
- Está bem.

Entrei em histerismo completo durante 5 segundos. Tinha 5 minutos para estar do outro lado da cidade e ainda tinha de me vestir e arranjar.
Corri para o quarto, peguei num vestido rosa que ficava por cima do joelho, calcei uns sapatos de salto rosas e maquilhei-me nos mesmos tons. Passei na sala a correr, peguei nas chaves do meu carro e saí de casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Líe
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 5265
Idade : 24
Localização : Loures,
Tokio Hotel preferido : Tommi
Data de inscrição : 04/01/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 10:16

Qe aconteceu ? :S

MAIS @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
bêatriz'

avatar

Número de Mensagens : 1406
Idade : 23
Localização : Viseu
Tokio Hotel preferido : Georg Listing, I'm Yours
Data de inscrição : 12/12/2007

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 10:22

AMEI!!!!!!!!!
Maaais =D*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 10:30

alguma coisa mal?

espero que não!

mata-me já esta curiosidade postando aki um capitulo

tá?

bjO*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
MaRianinhA

avatar

Número de Mensagens : 759
Idade : 24
Localização : With Him
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 08/05/2008

MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   Qui 26 Jun 2008, 10:31

KaulitXinha escreveu:
alguma coisa mal?

espero que não!

mata-me já esta curiosidade postando aki um capitulo

tá?

bjO*

talvez mais logo, se tiver mais alguns coments Very Happy

mas nao e nada de mal Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Odeio-te - Capítulo 60 – Fim   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Odeio-te - Capítulo 60 – Fim
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 17Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A Maldição Da Bruxa Dorothy Jackie (Capítulo 2 postado!)
» Bloody Kiss {atualização 121214} Capítulo XI.
» A outra face - Tom - ÚLTIMO capítulo on!!!
» FASHION S.l.a.v.e (3° Capítulo-Nova Estagiária...)
» I'll Be Your Eyes - 3ºCapítulo -Pág. 10

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Tokio Hotel :: Acabadas-
Ir para: