InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 10:22

AII, EU ATRASEI-ME MAS QUERO MAISS, HOJE POR FAVOR, É QUE EU ESTOU A AMAR MESMOOO *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mary anne.
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 2606
Idade : 24
Localização : under ur bed
Tokio Hotel preferido : music. ♥
Data de inscrição : 08/03/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 10:42

LOOOOOOL. x'DD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://popthatglock.blogspot.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 14:32

NaNcY*.*kAuLiTz escreveu:
ja li estes tou a espera de capitulo 20 xD

Também quero ler até ao capitulo 19 :gato:

*__________________________________________________*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 16:03

MENINAS BIGADA PELOS COMMENTS!!!!!!
voces nem sabem o opoio que dao!! ter comentarios faz uma menina feliz Very Happy
eu agora vou começar a postar de 2 em 2 capitulos até chegar ao 20º capitulo e depois logo se ve Very Happy


Capitulo 12 – Plano


*Mary: Claro! Tokio Hotel não sabe o que vos esperam.*
Kate: Vamos ter com o Saki.
Mary: Oh yeah!

9h30, Corredor entre os quartos.
Kate: Podias-nos fazer um favor?
Saki: Diz.
Mary: Sabes se os Tokio Hotel já acordaram?
Saki: Não eles ontem chegaram cá muito divertidos o único acordado é o Gustav.
Kate: Mary estás a pensar no mesmo que eu?
Mary: Sim! Podes dizer ao David que precisamos falar com e ele e de alguns seguranças.
Saki: É para já.
Mary: Às 10h00.
Saki: Vou tratar disso. – Saiu e deixou elas sozinhas.

9h35, Quarto do Gustav
Mary: Gustavinho abre a porta.
Gustav: Sim! O que querem? – Disse abrindo a porta.
Kate: A tua ajuda!
Gustav: O que estão a tramar desta vez?
Mary: Nada simplesmente nada.
Kate: Ok, uma pequena vingança.
Gustav: A quem?
Mary: Aos que dormem e precisamos que faças isso ao Georg.
Kate: É fácil segue as indicações que estão no papel e manda a outra embora.
Gustav: Ok. – Abriu e papel e soltou um sorriso. – Vocês são más.
Mary: Não precisas de nada pois não?
Gustav: Não!
Kate: Óptimo às 10h00 acorda-o e mete para fora do quarto e sessão de fotografias.
Gustav: Não se preocupem!
Kate: Adeus Gustavinho! – Deu-lhe um beijo na cara e Mary fez o mesmo.
Gustav: Esperem quem de vocês vai ao Bill?
Mary: Eu porque?
Gustav: Tens sorte porque ele não esta com ninguém.
Kate: Isso quer dizer que o Tom está?
Gustav: Yeah!
Kate: Trato nela na boa agora ao trabalho malta.

9h40, Quarto do Georg.
Gustav: Tens de sair! – Disse para morena que rapidamente saiu. – Agora vamos ao plano das raparigas.
Georg: Ai!! Mãe deixa-me em paz.
Gustav: Mãe nem morto! – Disse entre sussurros. – Perfeito, agora umas fotos. Nunca pensei que ficasse tão perfeito. Tenho de me lembrar de não meter com as raparigas e principalmente quando são gémeas.

9h40, Quarto do Bill
Mary: Até fica fofo quando dorme. – Destapa-o e põem-se olhar para ele. – E principalmente quando está só de boxers.
Bill: Estou a ficar com frio!
Mary: Estás quieto e calado. Agora baby vais ver o que é a minha obra d’arte. – Disse terminando o que tinham planeado para Bill. – Não me costumo gabar mas está perfeito. Agora umas fotinhas.

9h40, Quarto do Tom
Kate: Loira? Ao menos podias variar. – Disse olhando para rapariga. – Minha cara amiga o que faz com um ogre,
Loira: Já estavas calada.
Kate: Pira-te ou queres que eu chame a segurança.
Loira: Ok, eu vou. – Disse vestindo e saindo.
Kate: Não sabia que a rapaziada metia assim tanto medo vou começar andar mais com eles.
Tom: Kate!!
Kate: Fui apanhada.
Tom: Ficas muito mais gira loira.
Kate: Mas meu caro amigo prefiro ser morena fatal do que loira que vai para cama com o primeiro atrasado. Apesar de ir ter ido para cama contigo mas só um mês depois porque também não és mau.
Tom: Kate cala-te e dorme, a noite que tivemos foi altamente e eu preciso de dormir.
Kate: Granda lata!
Tom: Apesar teres sido melhor na ultima vez.
Kate: Claro! Era eu e não um loira qualquer.
Tom: Adeus! Vou dormir.
Kate: Faz isso que eu faço o meu plano. – Ela começou a cumprir a sua parte do plano. – Perfeito acho que ganhei o dom da MK. Agora Tom sorri! O que eu estou a dizer estás a dormir.

10h00, Corredor do Hotel
David: Onde é que elas se meteram.
Gustav: Hi!! O que fazes aqui?
David: Ter com as gemes e pediram para trazer seguranças.
Gustav: Elas pensam mesmo em tudo.
David: Disses-te alguma coisa.
Kate: Vai começar.
Mary: O que estão a fazer a Angelina Jolie nua e a Gémeas Olsen. – Gritou ela fazendo os outros virem a correr para a porta e saírem.
Bill: Onde? Onde? – Disse procurando e os outros continuavam a rir.
Gerorg: Ouvir falar em miúdas, onde é que elas andam?
Tom: A onde?
Kate: Lindos!
Mary: Perfeitos.
Tom: Eu sei!
Bill: Já viste o teu estado Tom. – Disse olhando para ele e começou-se a rir.
Tom: E o teu?
Georg: E o meu?
Kate: Sorriam! – Continuavam a rir perdidamente.
Mary: As nossas obras d’arte.
Tom: Kate e Mary!!
Mary e Kate: Sim!
Bill: Estão mortas.
Georg: Podes crer.
Kate: Seguranças!! – Eles agarraram neles e afastaram-nos da rapariga.
Continua…

O que eles vão fazer depois da brincadeira delas? Qual será a partida delas? Opiniões aceitam-se.



Capitulo 13 – Mensagens nos peitos (original)


*Kate: Seguranças!! – Eles agarraram neles e afastaram-nos da rapariga.*
Bill: Vocês trabalham para nós deviam estar a defender-nos.
Mary: Correcção amor trabalhavam estes são os nossos.
Kate: Lembras-te Tom.
Tom: Tiveste a ler os meus sms.
Kate: Como tu andas-te a mexer no meu portátil.
Tom: Como descobriste,
Kate: Tenho fontes.
Tom: Má!
David: Quem fez esta brincadeira? – Perguntou tentando ao mesmo tempo não rir.
Gustav: Eu não tenho nada haver com isso.
Mary: Fomos nós, Bill eu sou a melhor cabeleireira sem dúvida não achas que devias trocar a tua laca e cera por geleia de morango.
Bill: Não acho vai ser lindo tirar isso do meu lindo cabelo.
Mary: Coitado!
Bill: E isto quem mandou-te escrever isto.
Kate: Espírito saii, sai mas não é verdade?
Bill: Não!
Mary: Devo-me ter enganado, deve ter sido do cabelo está um bocado vermelho andas a utilizar geleia a mais. – Disse sarcasticamente.
Bill: Mary-Kate não sabes o que te faço.
Mary: Nada! – Disse piscando-lhe o olho.
Saki: Tom não em digas que tiveste com um travesti.
Tom: Porque?
Kate: Mor já reparas-te que tens escrito I love boys gosto muito do coração.
Tom: Eu gosto muito de mulheres e tu já vieste cá provar.
Gustav: Essa parte escapou-me.
Kate: Mas por acaso devo ter sido muito boa para me teres confundido com a loira nem sabes variar.
Tom: Tens algum problema com loiras.
Kate: Muitos desde que estejam contigo.
Georg: Mas eu não gosto do Tom quem foi que me fez isso?
Mary: Não foi da minha autoria mas está lindo I love so much Tom Kaulitz e a vossa caricatura a beijarem-se linda.
Tom: Vocês sabem que estão a gozar comigo também.
Kate: A intenção é essa. Oh gay de primeira.
Tom: Cala-te oh prosti... – Ela não deixou acabar a frase e levantou a sua mão e deu um estalo. – O que foi isso?
Kate: Prostituta mas gostas-te de a levar para cama.
Mary: Já chega!
Bill: Parem!
Kate: Não ele além de levar uma pessoa para cama anda-lhe a mexer nas coisas.
Gustav: Chega! Vamos dar uma volta Kate e Tom vai tomar banho e tira-me esses totós das tranças.
Kate: Vamos! – Agarrou na mão dele entrelaçaram os dedos e foram.
Tom: Que nervos! – Disse batendo com a porta do quarto.
Georg: Quem me fez isso?
Mary: Gustav.
Georg: Aquele aliou-se a vocês. Vou tomar banho. – Disse entrando dentro do quarto.
Bill: Agora nós minha menina vamos falar. – Chegou-se perto dela.
Mary: Fala!
Bill: Mas no chuveiro por que vai ter de me ajudar.
Mary: Nem penses. – Disse indo embora mas ele agarrou-a pelo braço e pegou nela ao colo.
Bill: Onde é que pensavas que ias.
Mary: Longe de ti!

10h55, Esplanada
Kate: Que nervos!
Gustav: Tem calma, o Tom não quis dizer aquilo.
Kate: Não! Mas disse e magoou muito.
Gustav: Vais ver logo tudo ficará bem. – Disse metendo as suas mãos em cima das dela.
Kate: Tens sido um grande amigo. – Retirou a sua mão e acariciou a cara dele.
Gustav: Os amigos servem para ajudar nos bons e maus momentos.
Kate: Pois mas eu nunca tinha tido um amigo que se importava tanto comigo.
Gustav: Tens a Mary?
Kate: É diferente, não sei explicar amizade não é mesma afinal somos gémeas.
Gustav: Não pensas de onde virás?
Kate: Muito mas o mais que eu queria saber porque separaram me da MK e porque que fomos dadas pela adopção e tanto tempo depois receber uma carta do meu pai.
Gustav: Tenho um pressentimento como tempo irás descobrir. Mas qual é a tua relação com o Tom.
Kate: Envolvemo-nos naquela noite que eu fiquei no quarto dele e foi só isso só que eu acho que temos tipo uma química enorme mas quando estamos tempo demais juntos…
Gustav: Dão faísca tipo sentes odeio por ele.
Kate: Isso mesmo.
Gustav: Do ódio ao amor é só um passo.
Kate: Mas acho que não o Tom é muito diferente só pensa em sexo e qualquer rabo de saias vem atrás.
Gustav: Ok, aqui a pouco penso que escreves-te nele estava certo nunca vi a menina de saia.
Kate: Não gosto prefiro os meus calções.
Gustav: Mas queres um conselho?
Kate: Diz.
Gustav: O Tom está-se a perceber-se que sente algo diferente por ti e reage daquela maneira.
Kate: O Tom sentir algo por mim é como eu sentir algo por ele.
Gustav: Não sei não mas sabes sempre que precisares eu estarei aqui para te apoiar. – Ela levantou-se, chamou-o e abraçou-o.
Kate: Obrigado! Sem ti não saberia o que fazer. – Deu-lhe um beijo na cara e aconchegou a sua cabeça no ombro dele.

11h05, Quarto do Bill (Casa-de-banho)
Bill: Já estás molhada. – Disse ligando o chuveiro e meteu-a debaixo dele.
Mary: Que graça Bill Kualitz a sorte que água estava quente.
Bill: Mas pode-se sempre água fria. – Ligou a água fria e agora ouvia-se os gritos da Mary que se atirou para cima do Bill.
Bill: Ei! Era só água fria.
Mary: Dizes bem mas é melhor provares. – E atirou lá para dentro e iniciou-se uma guerra.
Estavam encharcados ela tinha as roupas ensopadas e começou a tira-las ali a frenet dele deixando o hipnotizado.
O olhar dele seguia cada movimento dela atirara as suas peças de roupa, ela ficou ali de langerie à frente dos seus olhos castanhos chocolate que brilhavam.
Ela conseguia sentir o olhar dele e ouvir a respiração acelerada dele e descontrolada e decidiu brincar com isso fazendo um jogo de sedução enquanto tirava as suas roupas.
Chegou-se perto dele encostou-se ao peito dele e colocou as suas mãos nele fazendo carícias e soprando.
Mary: Preferia ver-te escrito ficas mais giro.
Bill: Eu não.
Mary: A sério ficas mais sexy.- Agora beijava-o peito dele estava a deixa-lo completamente louco de desejo mas para ela, ele era só mais uma brincadeira.
Ele não resistiu aquelas provocações e agarrou nela ao colo encostou-a contra parede húmida do vapor da água e os lábios dele tocavam agora nos lábios dela e passou com a sua língua pedindo autorização.
Ao qual ela não lhe concedeu beijando o canto da boca dele em forma de provocação.
A respiração dele ficava cada vez mais descontrolada ela sentia o batimento cardíaco dele aumentar e juntando a isso tudo a respiração dela também começava aumentar.
Continua…

Será que vem ai um capitulo Hot? O que acham que vai se suceder a partir da agora? Opiniões aceitam-se.
Comentem.. (Obrigadoa quem lÊ e comenta)
JOKAS GRANDES
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laura @

avatar

Número de Mensagens : 894
Idade : 23
Localização : Viseu :3
Tokio Hotel preferido : Every single one :'D
Data de inscrição : 18/03/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 16:31

Desculpa só comentar agora !
Tá linda *.*
Mesmo mesmo !
*.*
Aiiii!
MAIIIIIIIIIIISS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lafaespesoma.hi5.com
mary anne.
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 2606
Idade : 24
Localização : under ur bed
Tokio Hotel preferido : music. ♥
Data de inscrição : 08/03/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 25 Ago 2008, 16:32

YOO. o Georg e o Tom viraram gay's agora. x]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://popthatglock.blogspot.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 26 Ago 2008, 07:24

HÓTEEEEEEEEEEE d:

QUEROOO MAISSS *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- PinkCookieMonster.

avatar

Número de Mensagens : 976
Idade : 22
Localização : Pegões(terra n popular)
Tokio Hotel preferido : Bill Kaulitz <3
Data de inscrição : 09/07/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 26 Ago 2008, 10:40

Desculpa eu so' ler agora!

Mas a fic ta' tao linda!!!

Posta mais!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://akelaines.hi5.com
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 26 Ago 2008, 14:08

BIGADA MENINAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
aqui vao mais 2


Capitulo 14 – Princesa e sapo (principe)


*A respiração dele ficava cada vez mais descontrolada ela sentia o batimento cardíaco dele aumentar e juntando a isso tudo a respiração dela também começava aumentar.*
Os dois corpos inundavam-se de prazer, e o desejo que ela sentia por ele foi maior e mordeu-o o lábio a pedir aquela permissão para entrar no santuário dele.
Ele aceitou, entreabriu a sua boca e a língua dela descobria aquele santuário e a dele o santuário dela as mãos dela continuavam coladas ao pescoço dele ao qual acariciava, as mãos dele continuavam no fundo das costas dela principio do rabo.
Ele levou-a até aquela cama ainda desfeita e deitou-a lá deitando-se por cima dela e beijou-o o pescoço dela as mãos dele percorriam os seios dela e o resto do corpo dela.
Ela deu-lhe a volta e ficou por cima dele e beijou-o desde da boca até ao princípio dos boxers ao qual parou e recomeçou tudo desde o princípio.
Aquilo estava a deixa-lo completamente louco de prazer e não resistiu em observar aqueles seios dela cobertos pelo soutien e deslocou as suas mãos até ao fecho e tirou agora a boca dele tinha outra direcção os seios nus dela ao qual ele encheu de beijos.
O desejo deles era maior e não resistiram e entregaram-se um ao outro as suas respiração eram aceleradas e descontroladas os seus batimentos cardíacos também era tudo numa só onda de prazer.
Os dois corpos caíram na cama e adormeceram agarrados um ao outro e ainda se ouvia a respiração deles ao tentar voltar ao normal.

13h00, Esplanada
Gustav: Estava delicioso este almoço.
Kate: Concordo totalmente e que tal irmos dar uma volta ver umas lojas e depois ir para Hotel afinal estamos em Berlim.
Gustav: Tens razão devemos aproveitar porque a menina não é só dançar também precisa de relaxar. – Disse levantando-se e agarrando-lhe a mão. – Vamos princesa.
Kate: Vamos meu sapo.
Gustav: Tens de em dar um beijo para me transformar em príncipe.
Kate: Não seja por isso. – Beijou-o na bochecha.
Gustav: Já voltei ao meu estado de príncipe, obrigado. – Sorriu-lhe ao qual ela contribui com outro sorriso.
Kate: Vamos. – Agarrou na mão dele e entrelaçou-os e foram.

15h00, Quarto do Tom
Georg: Meu ainda estás de trombas.
Tom: Não melgues.
Georg: Já viste o Bill hoje?
Tom: Já!
Georg: Mas depois daquela cena.
Tom: Não, agora falando nisso é estranho.
Georg: Pois, a Kate anda ocupar-te muita essa pequena cabeça.
Tom: Já vi que hoje tiras-te o dia para me chateares, por isso vou ver onde é que anda o Bill.
Georg: Começa no quarto.
Tom: Secalhar devia começar no meu não achas? – Disse sarcasticamente.

15h15, Quarto do Bill
Tom: Mano estás ai? – Disse batendo à porta.
Bill: Não estou ali. – Respondeu-lhe abrindo-lhe a porta.
Tom: Hallo!!
Bill: Queres alguma coisa? A Kate não está aqui.
Tom: Mas porquê que todos me falam da Kate.
Bill: Queres que te faça um desenho.
Tom: Adeus! – Entrou no seu quarto.
Bill: Abandonado! Ela usou-se. – Disse olhando para cama vazia. – Vou deitar-me que é melhor que faço.

16h00, Shopping
Kate: Tenho a impressão que estou a ser seguida.
Gustav: Estranho eu também.
Kate: Já reparas-te que aquele homem tem estado sempre atrás de nós.
Gustav: Já!
Kate: Entra! – Disse empurrando-o para uma cabine.
Gustav: Então?
Kate: Acho que o despistamos.
Gustav: A cara dele é me familiar.
Kate: A mim também.
Gustav: Ele não é…
Continua…

Quem será o homem? Opiniões aceitam-se.




Capitulo 15 – Desculpa-me


*Gustav: Ele não é…*
Kate: Quem Gustav?
Gustav: Se é quem eu estou a pensar saberemos quando chegarmos ao Hotel.
Kate: Ok. Ai!! Aquelas calças são lindas não achas Gustav? – Disse apontando para elas.
Gustav: Yeah!
Kate: Vou compra-las.

19h00, Quarto do Gustav
Kate: Cansada. – Disse sentando-se no sofá largando os sacos no meio do chão.
Gustav: Foi um dia em grande.
Kate: Tens razão mas valeu a pena.
Georg: Chegas-te! – Disse saindo da casa-de-banho.
Gustav: Georg o que fazes aqui?
Georg: Vim falar contigo.
Kate: Vou arrumar as minhas belas compras.
Georg: Acho que é melhor falares com o Tom ele está insuportável.
Kate: Vou pensar nisso. Bye boys!
Gustav e Georg: Bye sexy girl! – Ela virou-se para eles e sorriu-os.

19h15, Quarto das Gémeas
Mary: Entrego ou não entrego? – Disse brincando com um casaco. – Não entrego e é tão giro.
Kate: Não entregas o quê? – Disse entrando.
Mary: O casaco do Bill.
Kate: Do Bill?
Mary: Roubei-o quando passei lá umas horinhas.
Kate: Oh mein gott!! A minha gémea virou Tom.
Mary: Não mas eu não sei se o Tom é bom mas o Bill não é nada mal.
Kate: Não é mau de todo.
Mary: Falando em Tom devias falar com ele.
Kate: Não sei!
Mary: Vá lá ele está com um humor péssimo.
Kate: Não sei!
Mary: pela tua mana, por ti, por nós todos.
Kate: Vou falar com ele. Só por acaso onde anda o Bill?
Mary: Deixei-o a dormir.
Kate: Andas-me a surpreender.
Mary: Amanhã depois do concerto quero te apresentar umas pessoas.
Kate: Ok, vou falar com o Tom está aí uma prenda para ti.
Mary: Ok, obrigado e Good Luck.
Kate: Até já! – Disse saindo.

19h50, Quarto do Tom
Kate: Tom! Abre a porta. – Disse batendo à porta.
Tom: Já vai! – Disse levantando-se da cama.
Kate: Hallo! Precisamos de falar.
Tom: Não acho. – Disse fazendo o movimento de fechar a porta.
Kate: Vamos falar a bem ou a mal. – Disse entrando para dentro do quarto.
Tom: Sai! – Disse agarrando pelos braços e empurrando-a para porta.

20h10, Quarto do Bill
Mary: Bill!!
Bill: Diz.
Mary: Vim entregar-te o casaco.
Bill: E?
Mary: Falar contigo sobre o Tom e a Kate.
Bill: É só sobre eles?
Mary: Claro eu já não quero mais nada contigo.
Bill: Estás a gozar.
Mary: Meu querido foi só sexo e nada mais. – Disse passando a mão pela cara dele.
Bill: Sabes que mais vou dormir. – Disse fechando-lhe a porta na cara.
Mary: Se queres isso assim vais ter baby. – Disse entrando no seu quarto.

20h25, Quarto do Tom
Kate: Estás-me aleijar. – Disse tirando-lhe as mãos dele dos seus braços. – Vamos falar e se me voltares aleijar apanhas.
Tom: 1º não tenho nada para falar contigo, 2º eu não te quero fazer mal só quero que saias.
Kate: Respondendo ao teu primeiro tópico senão queres falar ouves-me. – Disse empurrando para cama.
Tom: E se eu não quiser.
Kate: Vais me ouvir na mesma.
Tom: Já percebi que não tenho outro remédio. – Disse sentando-se na ponta da cama meteu as mãos a tapar a cara dele.
Kate: Desculpa-me por tudo. Não devia ter feito aquilo e chamado os nomes que te chamei, desculpa. Olha para mim Tom eu sei que também não estás bem com esta situação. – Disse tirando-lhe as mãos dele da sua cara e olhou naqueles olhos castanhos enquanto os seus olhos largavam lágrimas. – Fala diz algo não em deixes neste silêncio que mata qualquer um.
Tom: Desculpa-me eu não queria aleijar e não tinha o direito de chamar-te aquilo que te chamei. – Disse metendo as suas mãos na cara dela e sentiu as feições dela enquanto limpava-lhe as lágrimas. – Não quero ver te chorar por mim nunca e nem por ninguém chora só para ti ninguém tem o direito de magoar-te.
Os olhos castanhos dela brilhavam a ouvir aquelas palavras saírem da boca dele, aquele rapaz de quem todos diziam que não acreditava no amor e que gostava de magoar as raparigas e de leva-las para cama pedia-lhe agora para nunca chorar.
Tom: Eu sei porque não gostas de mim, tu és minha fã e por isso lias entrevistas nossas e eu sei muito bem que tenho o rótulo de só querer levar as miúdas para cama e depois trata-las mal e despreza-las mas é tudo mentira.
Kate: Eu sei que não és nada disso. – Ela continuavam incrédula ele estava assumir tudo a sua frente mas porque ela como ele disse era uma simples fã dele com quem já tinha dormido.
Tom: Kate! – Disse agarrado a mão dela.
Kate: Diz.
Tom: Tu és muito especial para mim e não sei porque te trato mal mas é mais forte do que eu e depois sinto muito mal, peço-te desculpas por te tratar mal.
Kate: Desculpado e desculpa-me. – Ela olhava fixamente naqueles olhos castanhos de chocolate que agora diziam a verdade.
Tom: Desculpada e já agora não queres repetir a noite que tivemos. – Disse sorrindo perversamente.
Kate: Tu não mudas e não me esqueci que me confundis-te com a loira. – Disse levantando-se e olhou para janela e avistou milhares de fãs à porta do Hotel. – As vossas fãs gostam mesmo de vocês.
Tom: Kate! – Levantou-se e foi para perto dela puxou-lhe o cabelo para o lado e beijou o seu pescoço. – Esquece as minhas fãs e esquece a loira foi um erro e prefiro a minha morena.
Kate: Tu confundiste-me com uma groupie. – Disse virando para ele.
Tom: Mas tu és a Kate a minha morena preferida e acho que vai passar a ser a única. – Agarrou nela pela cintura e puxou-a para ele.
Kate: Se as tuas fãs decidem olhar para a aqui acho que amanhã sou uma pessoa morta.
Tom: Esquece elas e concentra-te só em nós. – Disse mordendo-lhe o lábio inferior ao qual ela entreabriu a sua boca deixando entrar a língua dele para voltar a redescobrir.
As mãos dele estavam por dentro da camisola dela, e os seus beijos eram cada vez mais profundos.
Kate: Tom não! Não vou voltar ater sexo contigo. – Disse afastando-o e dirigiu-se à porta.
Tom: Kate estás a gozar. - Disse agarrando-lhe no braço.
Continua…

Será que ela estava a gozar? Quem será o homem que seguiu Kate e Gustav? Qual será o plano de Mary contra Bill? Opiniões aceitam-se.
Comentem...
JOKAS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laura @

avatar

Número de Mensagens : 894
Idade : 23
Localização : Viseu :3
Tokio Hotel preferido : Every single one :'D
Data de inscrição : 18/03/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 26 Ago 2008, 14:59

Ai ela vai voltar para o Tom não vai ?
Eu amava ve-los juntos *.*
Mas gostava mesmo !
Vá lá !
Escreve mais !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lafaespesoma.hi5.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 05:35

O.O
Eu acho que a Mary não devia fazer nada contra o Bill, acho que o Tom não devia só querer sexo com a Kate e não sei quem era o homem que andava a seguir a Kate e o Gustav.

QUEROOO MAISSSSSSS +_+
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 07:51

aqui tem mais 2 capitulos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
obrigada meninas
os comentarios ajudam muito Very Happy

Capitulo 16 – Lady Marmalade

*Tom: Kate estás a gozar. - Disse agarrando-lhe no braço.*
Kate: Diz- me se estou a gozar. – Disse chegando-se perto dele e olhou profundamente nos olhos dele, deixando ele com uma cara seria e sorriu-lhe em tom provocador.
Tom: andas a gozar demais menina Kate acho que mereces o teu castigo. – Disse encostando-a bruscamente contra a porta.
Kate: E o que vai ser o meu castigo? – Disse metendo a sua perna a prendê-lo.
Tom: E que tal uma louca noite de sexo. – Disse aproximando-se do ouvido dela.
Kate: Isso é castigo? Acho que é mais uma prenda. Mas agora tenho de ir. – Retirou a sua perna, empurrou-o e meteu a sua mão no puxador da porta. – Gostei de te provocar. – Disse sorrindo-lhe.
Ele farto daquilo foi na direcção dela encostou-a na porta e beijou-lhe o pescoço loucamente.
A mente dela entregou-se a loucura e perdeu a consciência de tudo ela retirou a t-shirt dele em poucos segundos e agora beijava o peito dele descendo cada vez mais devagar até onde os boxers dele se encontravam.
As mãos delas continuar a descer e encontram o cinto das calças dele e desabituou-as voltou a subir lentamente as suas as mãos vinham atrás das marcas deixadas dos seus beijos.
Voltou ao pescoço dele e ele tirou a camisola dela, mas logo depois dirigiu as suas mãos as calças delas que também se desfez delas.
Ela saltou para o colo dele, estavam agarrados um ao outro e os seus beijos percorriam no pescoço, eles nem se preocupavam de estar encostados à porta que dava ligação entre o corredor e continuaram entre gemidos de prazer.
As mãos dele estavam a dançar nas costas delas até que encontraram um obstáculo o soutien que em pouco tempo foi retirado, agora a tentação dele era os seios dela que estavam ali perfeitos e nus e ao seu alcance.
Os boxers dele foram retirados, como os boxers femininos dela agora os seus corpos baloiçavam com ritmo e as suas respirações eram descontroladas.
Eles soltavam os sues gemidos de prazer, experimentavam cada canto daquele quarto de hotel e cada posição existente à fase da terra mesmo ainda não descobertas.

23h30, Quarto das Gémeas
Mary: Já sei como é que eu nunca me lembrei disto. – Disse olhando para o seu portátil que estava a dar um videoclip. – Adoro-vos e agora é que vai ser a bela Lady Marmalade.
Os olhos dela não se retiravam daquele ecrã de computador era mais forte do que ela, aquilo ia ser algo ousado e muito inesperado.
Mary: Aquele Bill que me espere. – Disse olhando para a foto que estava no computador aberto. – Ou melhor não porque ele não vai fazer ideia.
Ela decorava mentalmente cada passo enquanto fazia uma lista mental do que ia precisar.
Mary: Espera a Kate ofereceu-me algo que vai ser muito útil. Adoro-te mana. Bill prepara-te.
Desligou o portátil e meteu-se na sua cama e apagou a luz.
Pensamento da Mary: Amanhã não vamos ver a Kate nem o Tom posso ter a certeza disso. – Pensou antes de adormecer.

26 de Abril 2007 – Berlim, Alemanha
10h00, Quarto das Gémeas.
Mary: Mais um dia e claro um grande dia. Bill aguarda-me. – Bateram a porta. – Já vai! – Disse abrindo.
Georg: Estás pronta?
Mary: Deixa-me só vestir um casaco é que está a chover.
Georg: No quarto do Bill foi onde combina-mos eu vou chamar o Tom e diz à Kate para se despachar.
Mary: Eu vou chama-lo.
Georg: Ok, até já!!
Mary: Até breve! – Fechou o casaco deu uma vista d’olhos ao quarto e saiu.

10h25, Corredor
Bill: Não vais querer perturba-los. – Disse passando por ela.
Mary: Quem? Eu vim chamar o Tom.
Bill: O Tom pediu-me para não ser perturbado.
Mary: Isso foi quando?
Bill: Hoje de manhã ele saiu cedo comprar algo e depois viu-me e disse.
Mary: Ok vamos para teu quarto.
Bill: Para meu quarto?
Mary: Foi onde combina-mos.
Bill: Esquece.
Mary: Olha que à rapazes muito melhor que tu à fase da terra.
Bill: Não sei! – Entrou no quarto.

11h30, Quarto do Tom
Kate: Não devíamos ter repetido.
Tom: Devíamos porque eu dei me ao trabalho de sair ao pé de ti para ir comprar as minhas amiguinhas.
Kate: Tuas e minhas. – Disse beijando-o. – O que trouxeste mais? – Viu-o a esconder algo atrás das costas.
Tom: É só uma revista.
Kate: Mas esses são vocês e nós.
Tom: Pois ao que parece as gémeas já saem em revistas.
Kate: Mostra! – Ele abriu-lhe a revista e mostrou-lhe o número.
Tom: Estás linda na foto mas eu prefiro-te nua como vieste ao mundo.
Kate: Queres que eu dance também nua?
Tom: Não que o Georg nem chegava a tocar dava-lhe algo mal.
Kate: Falando dos outros membros da banda não tínhamos combinado no quarto do Bill?
Tom: Esqueci-me. Vai indo que eu já lá vou ter.
Kate: Ok. Até breve!
Tom: Adeus princesa. – Ela saiu.

12h00, Quarto do Bill
Kate: Cheguei!! – Disse entrando pela porta encostada.
Georg: Atrasada mais de não sei quantas horas.
Kate: Desculpa mas o tipo que andei a comer não me deu descanso e precisava de recarregar baterias.
Bill: Tom 2.
Gustav: Estás melhor?
Pensamento da Kate: Melhor eu estou maravilhosa. Apesar de achar que eu e ele ontem não devíamos ter abusado vai me custar dançar no concerto e nos próximos dias.
Gustav: Estás ai?
Kate: Estou. – Aproximou-se dele e abraçou-o. – Obrigado pelo apoio que me deste.
Gustav: Os amigos são para isso.
Tom: Amigos não diria bem isso. – Os olhos dele estavam vermelhos e parecia que o sue corpo se movia descontroladamente.
Mary: Passa-se algo Tom?
Bill: Tom!
Tom: Sim. – Mostrou-lhes algo que os deixou surpresos e as lágrimas agora escorriam pelo rosto da Kate e os olhos de Tom tentavam aguentar para não as libertar.
Continua…

O que será que a Mary está a tramar ao Bill? Porque que a Lady Marmalade está relacionada? O que fez Tom ficar zangado? O que fez Kate chorar? O que Tom lhes mostrou? Opiniões aceitam-se.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 07:51

tive que deixar este capitulo noutra resposta porque nao cabia no outro :DDD

Capitulo 17 – Corpo e música perfeitos


*Tom: Sim. – Mostrou-lhes algo que os deixou surpresos e as lágrimas agora escorriam pelo rosto da Kate e os olhos de Tom tentavam aguentar para não as libertar.*
Kate: Não acredites nisso Tom, por favor! – Disse deixando-se cair no chão.
Gustav: Estás bem Kate? – Ajoelhou-se ao pé dela no chão.
Mary: KM estás bem?
Tom: Ela está maravilhosa comeu dois de uma só vez calhou-lhe a sorte grande.
Kate: Não digas isso. – As suas lágrimas não paravam de cair.
Tom: Não vou dizer o que? Tenho ai as provas.
Kate: Não fiz nada.
Tom: Isso toda gente diz. – Na sua voz notava-se cada vez mais a loucura dele.
Gustav: Tom não aconteceu nada. – Disse chegando-se ao pé dele.
Tom: Não que ideia.
Gustav: Nós apenas fomos a uma esplanada e ao shopping e aconteceu sermos fotografados.
Tom: Cala-te! – Levantou a sua mão e com punho fechado acertou em cheio no lábio do Gustav.
Bill: Tom para! – Disse agarrando-o.
Tom: Vocês são uns mentirosos.
Kate: Não aconteceu nada entre mim e o Gustav. – Gritava-lhe entre lágrimas.
Mary: Bill leva o Tom para seu quarto antes que haja mais confusão.
Bill: Tom vamos. – Disse empurrando para porta.
Tom: Não precisas de empurrar eu quero mas é distância destas pessoas mentirosas. – Disse saindo e bateu com a porta com força.
Bill: Eu vou tenta-lo acalma-lo e vocês cuidem-se. – Disse indo atrás do Tom.
Mary: Estás bem mana?
Kate: Não!
Mary: Vamos dar uma volta pega neste casaco. – Deu-lhe o casaco do Tom que ele tinha deixado ali.
Kate: É do Tom!
Mary: Veste e cala-te. – Ela vestiu o casaco e saíram as duas.


13h00. Quarto do Tom
Bill: Não digas isso!
Tom: Não! Digo o que que passei uma noite fantástica com a Kate e depois descubro que ela andou com o Gustav ou anda.
Bill: Isso é conversa de apaixonado. Estás apaixonado pela Kate admite?
Tom: Não! Apenas sabia que ela era diferente mas meu caro mano digo-te a partir de hoje nunca só relação de uma noite e não a posso conhecer.
Bill: Vais te arrepender.
Tom: Arrepender-me era se eu volto me envolver com alguém conhecido tipo com a Mary.
Bill: Nem penses.
Tom: Claro ela é igual a Kate são gémeas nem tinha reparado nisso, e para já não porque conheço-a. Nunca mais gente conhecida.
Bill: Tu é que sabes da tua vida mas tu vais te arrepender.
Tom: Não e quando é que é o ensaio?
Bill: Às 15h30.
Tom: Vou ter de fazer o esforço de olhar para ela.
Bill: Não tens raiva ao Gustav?
Tom: Ele não tem culpa, não sabia nada e ele só apanhou num momento meu de raiva.
Bill: Ok estás mas é apaixonado e não admites mas azares.


16h00, Local do concerto
Bill: Estão cansadas?
Kate: Não!
Mary: Mãe! Pai! – Gritou ela quando viu duas pessoas aproximar-se do palco lá em baixo.
Georg: Quem?
Kate: Não sei!
Tom: Soubesses algo admirava.
Kate: Cala-te!
Bill: Já paravam. – Disse metendo-se entre eles.
Mary: Mãe que saudades e pai estou farta de não ouvir os teus sarmões.
Pai: Estás posso-te já dar um.
Mary: É escusado.
Kate: MK vamos descansar depois recomeçamos.
Mary: Espera quero te apresentar os meus pais. – Ela saltou para perto dela.
Kate: Hallo!
Mãe: Como é que descobristes?
Mary: A Kate também ganhou o concurso.
Mãe: Não a tua irmã gémea.
Kate: Como é que a senhora sabia?
Pai: Hanne não é a melhor altura para contar.
Mãe: Tens razão num dia muito em breve contaremos.
Mary: Contarão o que?
Pai: Uma parte da vossa história.
Kate: Mas o que senhores sabem sobre nós?
Mãe: Muito pouco mas não é altura.
Pai: Temos de ir viemos dar cá só um salto apanhamos o avião em breve vamos para Nova Iorque e só voltaremos daqui a dois meses e nessa altura contaremos tudo.
Mary: Mas…
Mãe: Escusa de tentar e adeus temos mesmo que ir. – Despediu-se das duas com um beijo na cara.
Kate: Sabe o nosso apelido verdadeiro?
Pai: Kate-Mary e Mary-Kate Kians. – Disse a voz dele ao longe.
Mary: Pelo menos já sei o meu apelido.
Bill: As Twins Kians querem fazer o favor de vir ensaiar.
Kate: É para já. – Subiram para o palco e todos continuaram com o ensaio.

18h45, Quarto das Gémeas.
Bill: Mas o que é isto? – Disse surpreendido com ambiente do quarto descorado todo com tons de vermelho, preto e dourado com muito glamour. – Mary!
Mary: Senta-te e fecha à porta. – Disse na casa-de-banho.
Bill: O que estás a tramar Mary? – Perguntou-lhe enquanto se sentava na cama
Mary: Nada eu sou um anjo.
As luzes apagaram-se e surgiu uma única luz e uma música. Ela entrou vestia só uma langerie muito sexy e reduzia vermelha e preta com pedras brancas que caiam pelo ventre dela e umas botas de salto alto de agulha pretas e o seu cabelo apanhado.

Spoiler:
 


Hey sister, go sister, soul sister, flow sister
Hey sister, go sister, soul sister, go sister



Entrou pé ande pé ao som da música e mexia as suas ancas da forma mais sedutora possível, ele quando a viu naquelas vestimentas não lhe saia nem uma palavra devida a tanta beleza.

He met Marmalade down in old Moulin Rouge
Strutting her stuff on the street
She said, hello, hey Joe
You wanna give it a go, oh



Pegou na cadeira que estava no meio do quarto mesmo em frente a cama onde ele estava sentado e começou a dançar sedutoramente e provocadora, ele estava cheio desejo de possui-la.
Ela dançava da forma que notava-se mais a suas curvas imitando alguns passos do videoclip.

Gitchi gitchi ya ya da da (hey hey hey)
Gitchi gitchi ya ya hee (hee oh)
Mocca chocolata ya ya (ooh yeah)
Creole Lady Marmalade (ohh)



Imitava o videoclip metia as suas mãos por partes do corpo onde ele queria tocar mas que não conseguia porque continuava imóvel.

Voulez-vous coucher avec moi, ce soir (oh oh)
Voulez-vous coucher avec moi (yeah yeah yeah yeah)



Cantarolou esta parte num francês perfeito agarrando pelo colarinho e puxando para ela e logo depois o largou na cama.


He sat in her boudoir while she freshened up
Boy drank all that magnolia wine
On her black satin sheets
Is where he started to freak, yeah



Aquele objecto que estava ali no meio do quarto foi utilizado o mais vezes possível e logo depois rejeitado para aquele chão.

Gitchi gitchi ya ya da da (da da yeah)
Gitchi gitchi ya ya hee (ooh yeah yeah)
Mocca chocolata ya ya
Creole Lady Marmalade, uh



Ela abanava as suas ancas, o seu copo à sua frente imitando o mais possível o videoclip que lhe tinha dado a ideia.

Voulez-vous coucher avec moi, ce soir (ce soir)
Voulez-vous coucher avec moi (ooh)



Voltou agarrar nele pelo colarinho e agora beijou-lhe o ouvido e voltou-o a cantar ao ouvido dele e ele pode ver que ela tinha uma voz fantástica.


Yeah, yeah, aw
We come through with the money and the garter belts
Let 'em know we 'bout that cake, straight out the gate
We independent women, some mistake us for whores
I'm saying, why spend mine when I can spend yours
Disagree, well that's you and I'm sorry
I'ma keep playing these cats out like Atari
Wear high heeled shoes, get love from the Dudes
Four bad ass chicks from the Moulin Rouge



Sentou-se no sofá e descruzou e descruzava as pernas da forma mais sedutora possível metendo as suas mãos pelas suas pernas e olhava para os olhos dele que estava a brilhar tanto como ela.

Hey sisters, soul sisters
Gotta get that dough sisters

We drink wine with diamonds in the glass
By the case, the meaning of expensive taste
We wanna gitchi gitchi ya ya (come on)
Mocca chocolata (what)
Creole Lady Marmalade
(One more time, come on)



Levantou-se do sofá e fez uns movimentos e umas danças naquele chão à frente dele e as suas mãos tocavam no corpo dela.

Marmalade (ooh)
Lady Marmalade (ooh yeah)
Marmalade (ohh)



O seu corpo moveu-se ao ritmo da música e pareciam só faziam a combinação perfeita, o desejo nele aumentava.

Hey, hey, hey
Touch of her skin feeling silky smooth, oh
Color of cafe au lait, alright
Made the savage beast inside
Roar until he cried




Dançava da forma mais sedutora andava para perto dele enquanto as suas mãos andavam pelas curvas dela. Imitava novamente mais o vídeoclip o mais possível como tinha sempre feito.


More, more, more

Now he's back home doing nine to five (nine to five)
Living a gray flannel life
But when he turns off to sleep, memories keep

More, more, more

Gitchi gitchi ya ya da da
Gitchi gitchi ya ya hee (ohh)
Mocca chocolata ya ya (ooh)
Creole Lady Marmalade


Ela imitou o videoclip e inventou outros passos que o deixaram aquilo ainda mais perfeito do que ela podia imaginar. O seu corpo e a música era um som sempre coordenados e sedutores.

Voulez-vous coucher avec moi, ce soir (ce soir)
Voulez-vous coucher avec moi
Voulez-vous coucher avec moi, ce soir (ce soir)
Voulez-vous coucher avec moi (ohh)



Agarrou nele novamente pelos colarinhos, beijou-lhe o pescoço enquanto cantava o corpo dele continuava imóvel sem reacção do que estava acontecer e por fim mordeu-lhe o lábio dele e voltou a larga-lo para cima da cama.


Come on, uh
Christina
Moulin
Pink
Lady Marmelade
Lil' Kim
Hey, uh uh uh uh uh uh uh
Mya
Rockwilder baby
Lady
Moulin Rouge
Ooh
Misdemeanor here

Creole Lady Marmalade Yes-ah......



A voz dela ouvia-se novamente com aqueles sons fortes e contínuos que aprecia uma verdadeira profissional deixaram no extremamente espantado e acabou a música cantado e com uma pose por cima dele na cama.

Mary: Gostas-te?
Bill: Eu..eu – Disse ela podia ver que tinha conseguido o sue objectivo deixa-lo louco de desejos e mesmo que ele quisesse disfarçar não dava a sua respiração era demasia acelerada e o seus batimentos cardíacos também.
Mary: Então? – Disse beijando-lhe o pescoço.
Bill: Magnifico.
Mary: Voulez-vous coucher avec moi, ce soir ?
Bill: Oui je veux beaucoup faire ça.
Continua…

Direitos de autor ou fontes de inspiração a quem criou o Videoclip da música é da mente de 'Leoa'Kapa'. Se não perceberem o que está escrito em francês digam que eu traduzo.
O que acham que vai acontecer? Será um capitulo Hot? O que os pais da Mary sabem sobre elas? Opiniões aceitam-se.
Comentem...
JOKAS MUITO GRANDES
(made by: 'Leoa'Kapa')
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 08:22

MEINEE GOTT, BILL TU NÃO VAIS AGUENTAR, VAIS CAIR NA TENTAÇÃO XDDD

QUEROOO MAISSSSSSSS *_*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 09:09

vou dedicar este capitulo a duas Catarinas xD que tao a amar a fic

Capitulo 18 – Scary Movie


* Bill: Oui je veux beaucoup faire ça.*
Mary: Perdon! Je vai dormir. – Beijou-o na bochecha e deitou-se ao lado dele.
Bill: O meu francês nestas alturas é que devia ser mau. – Meteu-se a olhar para ela que fingia estar a dormir.
Pensamento do Bill: Isto era a minha vingança então não quero mais. Estavas tão diferente a dançar nem parecias a mesma Mary-Kate que me deu uma tampa agora. Mas a dormir também não ficas nada mal. Para de pensar o melhor é dormires também para ver se refrescas as ideias. – Enroscou-se a ela e adormeceu.
Mary: Primeira parte concluída agora vem o mais difícil espera por isso Bill Kaulitz. – Beijou-lhe na testa e voltou-se a enroscar nele.

22h30, Corredor.
Kate: Não dá para acreditar que vou ter de dormir aqui na rua. Ai! Mary-Kate Kians quando apanhar-te nem sabes o que vai te acontecer. - Sentou-se à porta do quarto.
Tom: Vamos para meu quarto! – Ela levantou a a cabeça reconhecia aquela voz à distância.
Rapariga: Claro!
Tom: Claro Kate o que tu quiseres! – Voltara a confundir Kate com uma das groupies.
Rapariga: Emma o meu nome é Emma e não Kate.
Tom: Desculpa! – Os olhos de Kate assistiam aquilo tudo ao fundo do corredor.
Kate: Estúpido! – Virou a sua cara de vez e nunca mais os viu.
Gustav: Kate acorda! Kate! – Disse abanando-a.
Kate: O que foi?
Gustav: Estás a dormir aqui no corredor.
Kate: Desculpa devo ter adormecido aqui a minha irmã gémea decidiu deixar-me na rua.
Gustav: Vêm para meu quarto. – Ajudou-a a levantar e entraram no quarto dele.

23h00, Quarto do Tom.
Tom: Desculpa, isto nunca me aconteceu.
Rapariga: A tua fama era uma mentira.
Tom: Não! Isto nunca me aconteceu.
Rapariga: Adeus! – Disse saindo.
Tom: Mas porquê que só me acontece estas cenas. – Disse dando um murro à parede.

23h15, Quarto do Gustav
Gustav: Secalhar era melhor ires tomar banho.
Kate: Pois, mas não tenho roupa.
Gustav: Eu empresto uma camisola e devo ter para ai uns calções.
Kate: Obrigado!
Gustav: Então vai tomar banho. – Disse empurrando-a na direcção da casa-de-banho.
Ela ligou o chuveiro e meteu-se lá debaixo e quando as gotas d’agua caiam no seu corpo as memorias passavam-lhe na sua mente.
Olhou para a sua barriga encontrava lá uma pequena marca deixada da noite anterior.
Kate: Tom odeio-o te e a partir de agora vais saber com quem te metes-te. – Disse ela num tom assustador a sua ideia estava fixada e era isso que ela iria fazer.
Acabou o seu banho e vestiu as roupas do Gustav e saiu.
Kate: Então como estou?
Gustav: Gira!
Kate: Obrigado! Desculpa isto tudo.
Gustav: Não tens de quê. Os amigos servem para ajudar.
Kate: Se assim o dizes tu tens sido mais que um amigo. Foste ainda melhor que a minha irmã gémea que me pôs fora do quarto.
Gustav: Deves estar cansada.
Kate: Nem imaginas o quanto.
Gustav: Então tu ficas na cama que eu fico no sofá.
Kate: Desculpa mas é ao contrario.
Gustav: Olha que eu saio e fico zangado contigo.
Kate: Ok, fica como tu quiseres. A coisa que eu menos quero é zangar contigo. Vou-me deitar senão te importas.
Gustav: Claro que não afinal amanhã temos um concerto.
Kate: Não quero pensar nisso. Até manhã! – Disse deitando-se na cama.
Gustav: Até manhã! – Deitou-se no sofá.

00h00, Quarto das Gémeas.
Bill: A morrer de fome. Vou ligar lá para baixo para ver o que há. – Pegou no telefone e ligou pouco tempo depois estavam a bater à porta do quarto. - Obrigado!
Mary: Cheira-me à comida. – Disse acordando.
Bill: É normal está aqui comida.
Mary: Escusas de ser assim. – Sentou-se ao pé dele e comeu.
Bill: Vou para meu quarto.
Mary: Não vás!
Bill: Para dormir posso muito bem dormir lá!
Mary: Quem disse que íamos dormir.
Bill: Sendo assim. – Lembrava-se imagens dela a dançar e a langerie que ainda portava era eficientemente irresistível. – Aceito!
Mary: Boa! Vês comigo o Scary Movie podes escolher o que quiseres tenho os todos.
Bill: Ver filme?
Mary: Não querias ver um filme comigo! – Sentou-se no sofá e começou a chorar.
Bill: Não é nada disso vamos lá ver o filme. – Sentando-se ao lado dela.
Mary: Obrigado! Obrigado! – Disse abraçando-o.
Viram o Scary Movie 3 foi aquele que calhou no dolitá, outra ideia da Mary e enganou-se bastante vezes deixando o Bill furioso.
Nas partes que pareciam mais assustadores e nojentas ela agarrava-se ao Bill a chorar e a gritar lhe aos ouvidos como uma criança.
Acabaram por adormecer os dois no sofá agarrados um ao outro.


10h30, Quarto do Gustav
Gustav: Tom aqui?
Tom: Preciso de falar contigo?
Gustav: Diz.
Tom: O melhor é entrar.
Gustav: Entra! – Abriu-lhe a porta e ele entrou.
Continua…

Como será que ele vai reagir? O que vai Mary faezr ao Bill? Opiniões aceitam-se.
Comentem...
JOKAS GRANDES
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 09:21

AI TOM, QUE LHE VAIS DIZER?
QUEROOO MAISSSS *-*

Obrigada pelo capitulo extra acho eu xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- PinkCookieMonster.

avatar

Número de Mensagens : 976
Idade : 22
Localização : Pegões(terra n popular)
Tokio Hotel preferido : Bill Kaulitz <3
Data de inscrição : 09/07/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Qua 27 Ago 2008, 17:27

Oh Tom, so' espero que faças as pazes com ele e com a Kate!

---

Posta mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://akelaines.hi5.com
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Seg 01 Set 2008, 18:42

meninas desculpem mas por incrivel que seja esquecime... :/
comecei a jogar World of Warcraft prontos... ninguem me tira de la!

bem abrigado pelos coments!!(apesar de nao serem muitos sao bons!!!)

aqui vao mais 2 capitulozinhos xD




Capitulo 19 – In Die Nacht - Versão feminina


*Gustav: Entra! – Abriu-lhe a porta e ele entrou.*
Tom: Acho que te devo um pedido de desculpas. – Disse sentando-se no sofá.
Gustav: Porque?
Tom: Por causa do murro que te dei mas acho que enfureci muito e tive de descarregar.
Gustav: Já esqueci isso tudo.
Tom: A sério?

10h45, Casa-de-banho do quarto do Gustav.
Kate: Só pode estar a gozar comigo! – Disse olhando para dentro de um saco de roupa. – Um top vermelho. – Disse vestindo-o. – Com um grande decote, uma mini-saia quase cinto pelo menos é de canga. – Disse vestindo-a e ajeitando-a. – Um bolero de canga, nada mal porque só me falava deixar aqui a morrer de frio. – Disse vestindo-o. – Por ultimo umas botas e desportivas, vá lá lembrou-se. – Disse calcando-as. – Atar aqui o meu rico cabelo porque estou odiar estes caracóis desalinhados e como não tenho espuma. Pronta!
Tom: Obrigado! Gustav és o maior. – Ouviu ela a voz dele vindo do quarto.
Kate: Tom?
Tom: Desculpa mesmos mas a Kate deixa-me fora de mim ela é… - Foi interrompido pela a Kate a entrar. – Mary?

11h00, Quarto do Gustav
Kate: Sim, Tom! – Disse ela tentando disfarçar a voz.
Tom: Estás linda! – Disse olhando para ela de uma maneira diferente, ela agora estava diferente para ele mas ele não sabia porque.
Kate: A Kate o que?
Tom: A tua irmã é completamente insuportável, mimada e quer todos e mais algum e pensa que todos lhe caem aos pés mas eu não lhe vou cair.
Kate: Mais alguma coisa?
Tom: Tinha muito os defeitos da Kate não acabam…
Gustav: Tom! – Disse interrompendo-o.
Kate: Tom achas me giras?
Tom: Gira? Tu és podre de boa.
Gustav: Tom cala-te.
Tom: Agora deixa-me continuar a contar os podres da Kate à Mary.
Mary: Mas tu ainda não me contas-te nada. – Disse surgindo atrás dele.
Tom: Mary? Mas quem é a Mary? – Disse olhando para as duas.
Bill: Olá mano, olá Gustav, olá Kate, estás cá uma bomba acho que a Mary devia-te emprestar mais vezes a roupa dela. – Disse entrando no quarto.
Kate: Olá Tom prazer sou a Kate-Mary Kians. – Disse dando-lhe um aperto de mão. – A nova Kate.
Tom: Estás a gozar?
Mary: Mana estás zangada comigo?
Kate: Não! Só que logo não sei se estás viva.
Mary: Desculpa mas o desejo foi maior.
Bill: Vamos que temos muito trabalho pela frente.
Todos: Vamos!
Tom: Aquele era mesmo a Kate? – Disse chegando-se perto do Gustav.
Gustav: Sim!
Tom: O que estava ela a fazer no teu quarto?
Gustav: Lembras-te nós combina-mos todos no meu quarto.
Tom: Pois foi!

12h30, Local do Concerto.
Kate: A morrer de fome.
Mary: Não és a única.
Georg: As meninas estão esfomeadas? Então o que acham de ir fazer companhia ao Georg’zinho?
Kate e Mary: Aceito! – Eles dirigiram-se até ao refeitório e começara a comer comida saudável.
Kate: Então Georg quando é que me ensinas a tocar baixo?
Georg: Quando tu quiseres.
Kate: Ok, logo dá para tentares-me ensinar umas notas.
Georg: Ok, então Mary tu não queres aprender a tocar baixo aqui com o Georg.
Bill: Não ela quer é cantar comigo. – Disse sentando-se com eles.
Mary: Acho melhor que não senão perdias as tuas fãs para mim.
Kate: Ela tem razão.
Mary: Claro! Kate não queres ensinar aqui a eles como é que se toca?
Kate: Concordo. Aceitam?
Tom: Aceita-mos.
Mary: Não lhes sabem o que vos espera.
Gustav: Não sabiam que as meninas tocavam ou cantavam?
Mary: Toco bateria e canto. Georg sei tocar baixo.
Kate: Guitarra, bateria e canto sem deixar a dança.
Tom: Tocas guitarra quero ver isso.
Kate: Olha que se fosse a ti não queria.
Gustav: Depois de almoço mostram-nos, ok?
Kate e Mary: Ok.
Mary: Mas preparem-se.

15h30, Palco.
Tom: Então demoram muito? – Perguntava sentado no palco.
Gustav: Tom tem calma.
Bill: Gustav elas vão fazer…nada de jeito.
Georg: Calem-se.
Começou-se a ouvir uns acordes de guitarra, que chamou logo atenção deles e começou-se a ouvir uma voz doce.

In mir wird es langsam kalt
Wie lang könn' wir beide hier noch sein
Bleib hier
Die schatten woll'n mich hol'n
Doch wenn wir gehen,
Dann gehen wir nur zu zweit



Kate tocava numa guitarra acústica castanha clara no meio e num castanho de chocolate à volta e a voz da Mary cantava suavemente deixando os outros à espera de mais.

Du bist
Alles was ich bin
Und alles was durch meine adern fließt
Immer werden wir uns tragen
Egal wohin wir fahr'n
Egal wie tief



A voz da Mary continuava a chama-los para aquela doce melodia acompanhada pelo som das cordas a vibrarem deitando as notas certas e magníficas.

Ich will da nicht allein sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht
Irgendwann wird es zeit sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht



A voz doce da Mary tinha-se juntado a voz da Kate que combinavam as duas perfeitamente uma com a outra e os acordes da guitarra.

Ich höre
Wenn du leise schreist
Spüre jeden atemzug von dir
Und auch wenn
Das schicksal uns zerreißt
Egal was danach kommt
Das teilen wir



Só se escutava a voz da Mary agora que continuava cada vez mais doce e bela como os acordes daquela guitarra que sentia as suas cordas vibrarem para dar alas as notas.

Ich will da nicht allein sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht
Irgendwann wird es zeit sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht



Voltaram-se a escutar a vozes das duas e os acordes, aquilo era a melodia perfeita pareciam dois anjos embalados por uma música única.

In die nacht...irgendwann
In die nacht...nur mit dir zusamm'

Halt mich, sonst treib ich alleine in die nacht
Nimm mich mit und halt mich
Sonst treib ich alleine in die nacht



Ouvia-se a voz maravilhosa da Kate pela primeira vez sozinha e tocando com os seus dedos naquelas cordas que vibravam produzindo as notas perfeitas para uma voz perfeita, Mary olhava paar ela que fixava o seu olhar naquela guitarra cantando perfeitamente.

Ich will da nicht allein sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht
Irgendwann wird es zeit sein
Lass uns gemeinsam
In die nacht



Voltaram-se a juntar aquelas vozes maravilhosos a cantar ao som dos acordes daquela guitarra simples como as vozes delas mas doce.

Du bist
Alles was ich bin
Und alles was durch meine adern fließt



Voltaram-se a separar aquelas duas vozes escutando-se só agora a voz da Mary pela ultima vez com aqueles acordes de guitarra feitos pela Kate.
O olhar da Kate largou a guitarra e olhou para os olhos castanhos da sua irmã e apercebeu-se de algo para sempre. Mary teve a mesma sensação e aquilo que se apercebeu nunca mais se ia esquecer. Levantaram-se ambas e abraçaram-se, num abraço forte e sentido.
Os rapazes continuavam imóveis sem dizer nenhuma palavra. Mas os seus gestos foram libertados e conseguiram aplaudir com convicção.
Kate: Eu sabia!
Mary: Claro, aqui as manas Kians ao poder.
Gustav: Vocês são espectaculares. A In Die Nacht maravilhosa numa versão feminina.
Kate: Nós sabemos.
Georg: Fantásticas.
Mary: Nós sabemos.
“ Extraordinárias, magnificas, sem palavras. Acho que foi a primeira vez que senti algo tão forte numa música” – Disse uma voz ao longe escondia vendo-se só um vulto.
Kate: Quem é?
“Parabéns o vosso pai estaria orgulhoso de vocês” – Voltou a repetir a voz.
Mary: Quem é?
“Eu sou…”
Continua…

Quem será? Opiniões aceitam-se.




Capitulo 20 – Pulseira


*“Eu sou…”*
Bill: És quem?
“Eu sou Albert Prata muito prazer.” – Disse surgindo um homem de idade, vestindo umas roupas pretas mas finas e com um sorriso fantástico.
Mary: Como sabe do nosso pai?
Albert: Eu trabalhei para vosso pai.
Kate: Então responda porque está aqui? – Disse com um tom agressivo.
Albert: Com o mesmo tom de agressividade da sua mãe perante desconhecidos, mas ambas tem a beleza dela. – Aproximou-se da Kate e passou com a sua mão gelada pelo rosto dela.
Tom: Responda a ela. – Disse mostrando um tom de agressividade. O senhor não lhe inspirava muita confiança. – Não lhe toca.
Albert: Peço imensa desculpa mas já não as via há muito desde do seu desaparecimento.
Kate: Desaparecimento?
Albert: Eu prometi ao meu senhor que não contava nada a ninguém sem ser ele por isso vou cumprir.
Mary: Então aproveita e desapareça. – O seu tom de voz era frio e distante.
Albert: A vida ensinou-vos coisas terríveis que duas jovens como vocês não deviam viver nunca.
Kate: Desapareça!
Albert: Em breve saberão as respostas a muitas perguntas que têm na vossa mente.
Mary: Pois. Adeus!
Gustav: Por favor faça o favor de sair. – As expressões delas eram de nervosismos e de raiva.
Albert: Eu vou mas tenham cuidado não é só os vossos pais que estão em olho em vocês. – Disse desaparecendo na escuridão de onde apareceu mas antes deixou cair duas pulseiras no chão.
Kate: Preciso de estar sozinha. – Disse saindo para um sitio calmo.
Mary: Eu também preciso de estar só. – Saiu também para o seu sitio calmo inventado.
Tom: Umas pulseiras.
Bill: Eu sei vi as cair quando o senhor desapareceu.
Gustav: Princesse Kate Kians e o fecho é um M e K que se juntam.
Georg: Princesse Mary Kians e o fecho é o mesmo que o outro.
Bill: Será que é para elas?
Tom: Claro!
Gustav: O Tom tem razão entregamos logo elas agora precisam estar sozinhas.

17h15, Camarins dos Tokio Hotel.
Tom: Gustav dá cá isso vou entregar a Kate.
Gustav: Secalhar devias deixa-la esperar mais um bocado sozinha.
Kate: Cheguei alegria! – Disse soltando um enorme sorriso que iluminou a sala e fazendo com que o Tom escondesse a pulseira. – Estás em a esconder algo Tom?
Tom: Não Kate!
Kate: Estás-me a esconder algo.
Tom: Ok é o meu lenço de misericórdia é que tocas mesmo bem.
Kate: Eu sei!
Georg: Podias tocar mais um pouco para nós.
Kate: Não tenho aqui a guitarra.
Tom: Eu empresto te a minha. – Disse passando para ela.
Kate: Obrigado Tom! – Pegou na guitarra e sentou-se ao lado deles e começou a dar uns acordes da Reden e o Bill começou a cantar.
Tom: Perdi o meu emprego. – Disse fazendo uma cara de pena exagerada.
Kate: Nem penses tocar não é para mim.
Mary: Claro que é! – Disse entrando.
Bill: Já vi que estarem sozinhas vos fez bem.
Gustav: Como se tu não ficasses muitas vezes sozinho quando de zangas.
Mary: Isso deve de ser 5 em 5 minutos.
Bill: Ei! – Atirou-lhe um urso que uma fã tinha oferecido a saída do Hotel.
Kate: Bill não leves a mal porque também és super fofo.
Bill: Gosto dos teus elogios.
David: Faltam 30 minutos para concerto. – Disse entrando e saindo logo.
Mary: Temos que sair.
Gustav: Não!
Tom: Bill preciso de falar contigo.
Bill: Vamos lá para fora.

17h30, Bastidores num canto.
Bill: O que me querias dizer?
Tom: O que achas? – Contou-lhe o que estava a pensar fazer.
Bill: Fantástico! Espera está ali o David vamos lhe contar.
Tom:. David!
David: Aqui?
Bill: Precisamos de falar contigo.
David: Diz.
Tom: É assim…- Contou-lhe tudo como contou ao Bill. – Acho que vai ser um dos melhores concertos.
David: Um dos melhores é pouco vai ser fantástico.
Bill: Então está tudo tratado.
David: Tudo!

17h45, Camarim dos Tokio Hotel.

L'un sur l'autre
Brulant la chaleur en fusion sous ta peau

Tu sais que je t'ai cherché
Au crépuscule sur cette plage dorée
Tu es désirée de tous
Sur cette île moi seul peux te combler
(Elle me contrôle, Matt Pokora)



No seu canto escutando a música que lhe dava uma energia inesgotável. Estava sentada num canto daquela sala no chão com os olhos fechados e escutando a música. Sentiu a respiração de alguém, o calor da mão dele na sua pele fez lhe abrir os olhos e deparou-se com uns olhos castanhos.
Tom: Wake up!
Kate: Tom! Deixa-me ouvir a música.
Tom: A menina está ouvindo o que? – Disse tirando lhe o fone do ouvido metendo no seu. – Gosto. Quem é?
Kate: Matt Pokora é francês.
Tom: E canta o meu estilo de música Hip-Hop e Rap.
Kate: R&B também é uma mistura.
Tom: Percebes o que ele diz?
Kate: Sim!
Tom: Então traduz só a primeira parte para mim.
Kate: Um sobre o outro, o resto terás de aprender francês. Se quiseres eu ensino-te.
Tom: Claro que quero. Já percebi que o tipo tem uma mente muito aberta assim como a minha.
Kate: É para ai mas eu não sabia que as raparigas te controlavam.
Tom: Tu controlas-me.
Kate: Isso é para rir ou para chorar. – Disse rindo.
Tom: Senão gostasse tanto desse teu sorriso ficava zangado.
Kate: Mas não foi para esta treta que vieste falar comigo.
Tom: Não! Vim te entregar algo. – Tirou a pulseira dentro do bolso e meteu no pulso dela.
Kate: Quem é isto?
Tom: Uma prenda nossa.
Kate: Obrigado! Agora posso voltar a ouvir música sozinha?
Tom: Não gostas da minha companhia.
Kate: Gosto, então fica aqui calado e ouve só a música.

Don't wanna be an American idiot.
Don't want a nation under the new media.
And can you hear the sound of hysteria?
The subliminal mind-fuck America.
(Green Day, American Idiot)



Bill: Gosto da música. – Disse tirando-lhe o fone e metendo-o no seu ouvido.
Mary: Eu sei é porque eu gosto de ela.
Bill: Convencida.
Mary: Bebé!
Bill: Ok, vim entregar-te isso. – Disse tirando a pulseira metendo-a no pulso dela.
Mary: Linda! Obrigado.
Bill: Não tens de que?
Mary: Tive uma ideia segue-me. – Ele segui-a.

17h55, Camarim das Gémeas
Mary: Chega-mos. – Disse traçando a porta do camarim.
Bill: O que vais fazer?
Mary: Nada que tu não queiras. – Disse chegando-se para junto dele.
Bill: A sério?
Mary: A sério! – Chegou-se perto dele e beijou-lhe o pescoço, agarrou na camisola dele e puxou-a para cima e logo depois colocou as suas mãos geladas no peito dele enquanto a sua boca se aproximava.
Bill: Estás louca faltam pouco tempo para concerto?
Mary: Não te preocupes tenho tudo controlado. – Encostou-o contra a parede fria fazendo arrepiar-se e chegando-se para perto dela.
Ela beijou o corpo dele dirigindo as suas mãos para o botão das calças dele fazendo as sair. Conseguia notar que ele estava com um prazer enorme da possuir.
Mary: Não te preocupes. – Dirigiu-se para boca dele e mordeu-lhe o lábio. Aquele impedimento que estava deixando ele parado desapareceu e as mãos dele tocavam no corpo dela semi vestido com as roupas para concerto.
Estavam ambos envolvidos num prazer enorme quando…
Continua…

O que aconteceu? O que saberá aquele homem sobre elas? Qual é o significado da pulseira? Opiniõens aceitam-se.
Comentem...
JOKAS GRANDES
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
catz.
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 4511
Idade : 23
Localização : candyland.
Tokio Hotel preferido : georg e tom.
Data de inscrição : 20/08/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 04:30

Mein Gotten

Preciso de mais!!
Kero mais!!

So mais 1!!
So mais muitoS!!!


Kuss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- PinkCookieMonster.

avatar

Número de Mensagens : 976
Idade : 22
Localização : Pegões(terra n popular)
Tokio Hotel preferido : Bill Kaulitz <3
Data de inscrição : 09/07/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 07:32

Eu necessito de mais!
Ta' lindo mesmo!
Tens de por mais hoje!
Please *.*

Beijinho*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://akelaines.hi5.com
NaNcY*.*kAuLiTz

avatar

Número de Mensagens : 779
Idade : 25
Localização : No coraçao do bill
Tokio Hotel preferido : BILLL!!!
Data de inscrição : 07/07/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 08:41

PRMA POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS POSTA MAIS!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://x3-nancy.hi5.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 23
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 11:40

QUANDO? QUANDO O QUE? ALQUEM OS INTERROMPEU? Ò.Ó

Queroo maiss *_*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeOaZiNhA_KaUlItZ

avatar

Número de Mensagens : 2678
Idade : 24
Localização : ao lado do TOM!
Tokio Hotel preferido : TOM!!!!!!
Data de inscrição : 28/05/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 14:34

obrigado pelos comentarios!!!!!!!!!!!!!!!!!
voces fazem me babar!!!!
aqui vao mais 2!!!!!!!!!!

Capitulo 21 – Telefone


*Estavam ambos envolvidos num prazer enorme quando…*
Mary: Para!
Bill: Deves estar a gozar?
Mary: Não! – Dirigiu-se para a porta recompôs-se e saiu.
Bill: Ai! Eu nem sei o que lhe faço.

18h10, Camarim dos Tokio Hotel
Georg: Tom! Kate! Acordem. – Gritava para eles que tinham adormecido no chão a ouvir música.
Kate: Só mais um bocadinho Bete!
Georg: Bê quê?
Kate: Rui és tu! Então cala-te ?
Georg : Não sou o Georg e está na hora do concerto.
Tom: Meu marmanjo só nos avisas agora. Kate acorda e sou eu o Tom. – Disse abanando-a.
Gustav: O que se passa?
Georg: Outro que adormeceu mas o que se passa convosco.
Tom: Miúda acorda senão beijo-te.
Pensamento da Kate: É melhor continuar a fingir que durmo já que ele me acordou, pelo menos tinha uma recompensa. – Ela continuava a pensar a ver se decidia.
Os pensamentos dela continuavam ocorrer quando sentiu algo gelado tocando nos seus lábios logo de seguida uma língua a passar pelos lábios dela a pedir autorização à qual ela cedeu.
A língua dele explorava aquele santuário enquanto ela já bem acordada explorou aquele santuário.
Separaram-se aqueles dois lábios e ele docemente agarrou no queixo dela dando-lhe festinhas enquanto ela abria os seus olhos.
Tom: Vamos!
Kate: Maneira estranha de acordar de todo.
Tom: Eu sei! Mas foi boa. - Disse enquanto os outros já iam à frente. – Desculpe agi de cabeça quente e sei que aquilo era tudo mentira, mas exaltei-me o estranho é que isto nunca me acontece. – Ela abriu muito os seus olhos castanhos e olhou para ele, encostou-o à parede.
Kate: Eu disse para não te apaixonares por mim.
Tom: Eu não estou apaixonado por ti.
Kate: Então espero que continues assim. Vi-te coma pega por isso já sabia que não gostavas de mim só queria ter a confirmação. – Sorriu para ele e segui-o em frente.

18h20, Atrás do palco
Kate: Esperem vocês viram a minha irmã?
Tom: E o meu?
Gustav e Georg: Não!
Mary: Cheguei! Desculpem o atraso mas tive de ir à casa-de-banho.
Tom: Deves ter quase caído lá dentro.
Gustav: Senão tomou banho lá dentro.
Mary: Ei! Rapazes parem!
Bill: Voltei! Vamos começar?
Todos: Estávamos à tua espera. – Subiram todos para o palco e começaram o concerto.
O concerto corria na perfeição quando o Bill decide fazer um anúncio.
Bill: Hoje vamos ter uma surpresa para vocês e não só. Temos duas convidadas especiais que vão cantar e tocar connosco a In Die Nacht espero que gostem.
Bill entregou mais um microfone à Mary e Tom entregou uma guitarra das suas à Kate e elas sentaram-se com eles e cantaram e tocaram.
A música só com eles era perfeita era algo diferente único era uma nova In Die Nacht.
Acabou o concerto que correu na perfeição, tinha sido maravilhoso e as gémeas foram aplaudidas bastante quando acabaram de participar.

20h30, Camarim dos Tokio Hotel.
Tom: Desculpa Gustav!
Gustav: Desculpar-te do que?
Tom: Eu sei que tu gostas da Kate. – Começou-se a rir.
Gustav: Não devia ser mais tu gostas dela.
Bill: Apaixonado o senhor Tom Kaulitz apaixonado. – Começou-se a rir também.
David: Backstage!
Todos: Estamos a ir.
Tom: Vão andando tenho de encontrar algo já vou indo. – Disse mexendo nos bolsos das calças.
Os três: Ok, mas despacha-te. – Saíram e deixaram-no sozinho ali à procura que nem doido.
Kate: Andas à procura de algo?
Tom: Yeah! Não sei onde é que o meti.
Kate: Por acaso não é algo com botões e com tecnologias.
Tom: Kate- Mary Kians eu quero o meu telemóvel. - Disse estendendo a mão.
Kate: Tom Kaulitz não te vou dar. Espera se quiseres podes cá vi-lo busca-lo. Mas antes vais ter de pedir desculpas por tudo o que disses-te ao meu respeito. – Disse ela ameaçando deixar o telemóvel em péssimo estado.
Tom: Desculpa Kate foi tudo da boca para fora tu és uma miúda extraordinária.
Kate: Isto funciona. – Começou a tocar e ela vê quem é. – Andreas? Vou atender. – Carregou no botão verde. – Allô?
Andreas: O que fazes com o telemóvel do T]om?
Kate:Então acaba-mos de ter sexo ardente no camarim.
Tom: Kate eu mato-te.
Kate: Exprimenta Tom Kaulitz depois tens a minha gémea à perna. Desculpa era o Tom, se quiseres eu posso te ensinar.
Andreas: Outra groupie.
Tom: Allô Andreas é o Tom. – Disse depois de tirar o telemóvel à Kate.
Andreas: Envolves-te com outra.
Tom: Yeah! Mas é a minha bailarina tem uma tara esquisita.
Kate: Tom eu ouvi posso ser portuguesa ou sei lá o que mas falo e percebo alemão.
Andreas: A tipa é fera.
Tom: Ainda não vista a copia dela. Têm cá uma mão.
Kate: É minha gémea. – Tira o telemóvel ao Tom. – Desculpa mas eu tenho de ir acabar aquilo com o Tom.
Andreas: Prazer te em conhecer Kate.
Kate: É todo meu. Adeus! – Desligou a chamada. – Ai! Ai! – Suspirava ela. – Eu julgar que a tua lista de contactos era só raparigas.
Tom: Precisas de gozar comigo não só homem que chegue para ti.
Kate: Não sei ainda não experimentei. – Disse chegando-se perto dele metendo o telemóvel no bolso.
Tom: Não seja por isso. – Chegou-se perto dela e beijou-lhe o pescoço mas foram interrompidos pelo telemóvel.
Kate: Que nervos! – Carregou novamente na tecla verde mas não reparou quem era. – Andreas eu estava a gozar à bocado mas agora quero mesmo fazer sexo com o Tom por isso senão te importas adeus. – Disparou.
Simone: Andreas? Mas eu sou Simone podia passar-me a ele.
Kate: Uma tal de Simone quer falar contigo.
Tom: Simone? Passa ai é a minha mãe.
Kate: Acho que já falei demais. – Disse passando-lhe o telemóvel.
Tom: Mãe!! Que saudades.
Simone: Tom!
Tom: Desculpa mãe.
Simone: Tom o que estou sempre dizendo… - Continuava aos gritos enquanto Tom e Kate se beijavam. – Percebes-te?
Tom: Sim mãe tenho de ir o David está me a chamar.
Simone: Cuida de ti!
Tom: Sim! – Desligou a chamada. – A menina nunca mais fica com este objecto e já agora vamos desliga-lo. – Guardou-o dentro o bolso.
Kate: Espero nunca a vir conhecer a tua mãe.
Tom: Não te preocupes ela não te fará mal.
Kate: Desculpa tudo.
Tom: Vamos ao que interessa. – Disse beijando-lhe ao pescoço e metendo as suas mãos no rabo dela puxando-a para colo dele
Kate: Interessante muito interessante. – Disse olhando para os olhos dele.
Tom: Podes crer boneca. – Disse pousando no sofá tirado às suas t-shrit ficando em tronco nu ali onde ela beijava cada parte. – Parece que fizemos as pazes.
Kate: Mas promete-me que nunca desconfiarás de mim e nunca farás uma cena de ciúmes.
Tom: Prometo! – Disse beijando-a.
Kate: Vou gostar de em zangar contigo mais vezes mas sem a chamada da tua mãe.
Tom: Esquece a minha mãe. – Disse levantando-a para ele e metendo a no seu colo e ajoelhada no sofá.
Kate: Como é que eu me posso esquecer mas vou tentar concentrar-me só em ti. – Disse mordendo-lhe o lábio pedindo autorização por voltar à repetir a exploração. Ao qual ele concedeu.
Estavam os dois ali a explorar-se um ao outro quando a porta se abriu e os dois saíram logo de cima um do outro e ficaram assustados.
Continuam…

Quem será que entrou? Opiniões aceitam-se.



Capitulo 22 – Destruição


*Estavam os dois ali a explorar-se um ao outro quando a porta se abriu e os dois saíram logo de cima um do outro e ficaram assustados.*
Tom: O que fazes aqui? – Perguntou à rapariga pondo-se à frente da Kate que estava semi nua.
Rapariga: Desculpa! – Os olhos dela estavam a ficar vermelhos ela nunca esperava encontrar o seu ídolo numa cena daquelas.
Kate: Importas-te de sair! – Disse vestindo as suas calças.
Rapariga: Para que? Para deixar aqui sozinha com o Tom. – O tom voz dela estava alta e autoritária.
Tom: Sai!
Kate: Não o ouviste sai!
Rapariga: Só saio quando fizer isto. – Aproximou-se do Tom e estava quase a beija-lo mas foi impedida por Kate que se meteu no meio.
Tom: Não penses tocar em mim. – Agarrou na mão da Kate percebia que ela estava exaltada. Os seus dedos entrelaçaram um no outro.
Rapariga: Senão ficas comigo não ficaras com ela de certeza. – Aproximou-se da Kate ia bater-lhe mas foi impedida por o Saki que tinha entrado a tempo.
Kate: Leva-a lá para fora Saki.
Tom: E vê se aumentam a segurança.
Bill: O que se passou? – Reparou que irmão estava só com as suas calças vestidas e pensou logo no óbvio.
Tom: Nada! Hoje não estou com disposição para Backstage.
Mary: Mas o que se passou?
Kate: Nada! –Disse saindo do camarim deles. – Vou arrumar as minhas coisas já volto. – Gritou ela ao fundo. – Ahhh!! – O grito dela era assustador e ecoou por aquele espaço.
Mary: Kate! – Disse saindo indo os outros atrás.

21h15, Camarim das Gémeas.
Gustav: Tem calma! – Dizia enquanto afastava os cabelos dela da cara.
Kate: Destruíram tudo! – As lágrimas corriam pelo rosto dela.
Georg: Tem calma!
Kate: A minha guitarra, tudo o que era meu e da Mary.
Gustav: Vai se resolver tudo.
Kate: Resolver tudo? Está tudo estragado.
Georg: Tens uma certa razão mas não é o fim.
Mary: O que aconteceu aqui? – Deparava-se com um cenário assustador tudo estava destruído.
Bill: Quem fez isto?
Gustav: Não sabemos!
Tom: Kate estás bem?
Kate: Não! Eles destruíram a minha guitarra…
Mary: As pistas que descobrimos sobre nós. – Disse interrompendo-a e deixando as lágrimas cair tudo o que elas tinham juntado para descobrirem quem são tinha desaparecido.
Bill: Nós resolveremos tudo não fiquem assim.
Kate: Não ficar assim!
Mary: Perde-mos tudo.
Gustav: Mas não se perderam uma à outra.
Mary: Quero ir para Hotel, vamos por favor.
Georg: Sim! – Tentaram juntar tudo possível que estivesse em bom estado.

21h55, Quarto das Gémeas.
Kate: Não!
Tom: Quem anda a fazer estas brincadeiras?
Mary: Chamas disto brincar.
Bill: Vocês ficaram sem nada.
Kate: Eu sei!
Mary: E agora o que vamos fazer?
Kate: Descobrir quem nos fez isto e arranjar sitio para dormir porque hoje não dá.
Gustav: Hotel não vai dar terão de ficar no quarto de um de nós.
Tom: Kate podes ficar comigo? Afinal já dormimos juntos mais vezes.
Kate: Ok mas a Mary?
Bill: Fica comigo não será difícil atura-la.
Mary: Que engraçadinho que o menino Bill está hoje. – Disse dando-lhe um murro suave no peito.
Georg: Será melhor vocês descansarem.
Kate: Tens razão.
Mary: Mas antes deixa-me tentar arranjar algo de bom aqui.
Bill: Ok, depois vaiam ter ao meu quarto.
Kate: Desculpa mas eu vou logo para quarto do Tom quero dormir.
Tom: Então toma o outro cartão. – Disse atirando-o. - Vou para quarto do Bill.
Kate: Ok.
Mary: Ei! Obrigado a todos.
Th: De nada os amigos servem para isso. – Entraram todos dentro do quarto do Bill.
Elas procuravam achar algo de útil naquela confusão toda, tinham perdido tudo até a sua roupa tinha sido cruelmente rasgada.
Procuram, procuravam e nada mas de repente repararam em algo sinistro que lhes chamou atenção.
Continua…

Quem lhes terá feito aquilo? O que elas encontraram? Aceitam-se opiniões.
COMENTEM!!!!
küsses!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
catz.
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 4511
Idade : 23
Localização : candyland.
Tokio Hotel preferido : georg e tom.
Data de inscrição : 20/08/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 16:22

Tania Maria Kaulitz!!
Nao me deixes assim bitte!! *..*

Preciso de mais!!
Beijao linda '
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laura @

avatar

Número de Mensagens : 894
Idade : 23
Localização : Viseu :3
Tokio Hotel preferido : Every single one :'D
Data de inscrição : 18/03/2008

MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   Ter 02 Set 2008, 17:00

Qem lhes anda a fazer isto ?
cO qe encontraram ?
Qero mais e rápido!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lafaespesoma.hi5.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Twins Soul = Cap. 28 e 29 (made by 'Leoa'Kapa')
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Riot - Immortal Soul
» Pedais Hand Made Star Dust
» Fender Jazz Bass Std Made In Mexico
» Ajuda em aquisição de Ampli Valvulado Hand Made (Marshall)
» Tagima Hand Made Brazil

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Tokio Hotel :: Inacabadas-
Ir para: