InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Jogo Perigoso - 58 - Último.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15, 16  Seguinte
AutorMensagem
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 14 Jan 2009, 12:04

o Tom ta mt intusiasmado *_*
posto maiss
a fic ta linda
beijinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Niki_kaulitz

avatar

Número de Mensagens : 1999
Idade : 25
Tokio Hotel preferido : BILL****für immer
Data de inscrição : 01/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 14 Jan 2009, 13:46

VIVA!! Um concerto!
Ai amei este capitulo!

Posta mais!!

küss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juh&Tom <3

avatar

Número de Mensagens : 44
Idade : 26
Tokio Hotel preferido : Tom Kaulitz
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sex 16 Jan 2009, 09:34

Olha o Hitler =3
Foste-te logo lembrar deste, porra u.u'

Humm...
Há dúvidas de porque é que o Tom está entusiasmado? Cool

Mais +.+
Küss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sex 16 Jan 2009, 09:49

O entusiasmo é por causa da surpresa para a Kate!!
K fofos
Mais
Kissy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sex 16 Jan 2009, 13:56

Porque vais ao concerto com eles? ^^''
Não devo estar nem lá perto x)

Quero mais CS «3
iLoveYou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 08:49

Vim antes de postares o 44º capítulo O.O
Deu-me a preguiça e não me apeteceu cá vir --' Sorry >.<


Eu sei porque é que o Tom está assim Cool
Mas não digo :N


Vá, posta o capítulo, rápido!
:*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 10:26

Aviso: Capítulo graaaaaaaaande O.O' Mas a parte do fim...

44º Capítulo – O Beijo

O concerto desta noite era em Berlim, por isso, nós os 3 fomos no carro do Tom para a cidade. Faltavam ainda algumas horas, por isso, concentrámo-nos todos numa pequena sala. Estavam um pouco nervosos, isto, era bem visível. O Bill não parava quieto e está a aquecer a voz alguns vocalizes; O Gustav está a tentar descontrair-se a ouvir música; O Georg está deitado no sofá a olhar para o tecto e o Tom está á minha frente – foi ele que pediu – a agarrar-me as mãos e a bater freneticamente o pé.

- Ó Tom, estás tão nervoso! Até parece o teu primeiro concerto.
- Estou nervoso porque hoje está cá uma pessoa especial.
- Está? Quem?
- Tu.
- Eu?
- Óbvio! Não convidei mais ninguém!
- Especial? Não sei porquê…
- Tenho os meus motivos.
– Sorri-me.

Seguiu-se um silêncio agonizante. Estavam os quatro nervosos e eu estava também a ficar nervosa.
Dos quatro, o que já estava mais descontraído era o Gustav, como sempre.
Larguei as mãos do Tom, levantei-me e fui buscar água. No entanto acabei por dar água aos quatro, para ver se se acalmavam.
Sentei-me novamente á frente do Tom. Bebeu a água, pousou o copo numa pequena mesa e agarrou-me as mãos novamente.
De súbito, ouvimos a porta abrir.

- Quantas vezes tenho de dizer-te Tom? – Aposto que era o Jost. Olhámos para ele e a cara do homem era de raiva! – Não quero fãs no backstage, não volto a repetir! – Gritou enraivecido.
- Calma David. Ela não é uma fá como as que estão lá fora, ela está a viver em nossa casa. – Disse o Bill.
- O quê?! Isso são só oportunidades para os paparazzis! Tenham cuidado!
- Esteja descansado Senhor David. Eu não faço tenções de sair á rua com eles para me exibir. Não sou dessas…
- Respondi só para ver se o homem se acalmava.
- Só espero que sim. – Respondeu-me mais calmo – Ao menos posso saber o seu nome?
- Ó, por favor, não me trate por você!
– Todos se riem – Chamo-me Kate. Kate Ryan, prazer.
- David Jost.
– Damos um aperto de mão – O teu nome não me é estranho. O teu pai não é um actor, Jack Ryan?
- Sim, é. Conhece-o?
- Sim. Á umas semanas atrás fui a um jantar lá em casa e tenho a ligeira impressão que te vi lá…
- Pois é bem capaz. Vou a todos os jantares do meu pai…
- Ah, está bem, está bem. Então por pouco que não conhecias estes quatro marmanjos. Também foram convidados para o jantar só que não puderam ir, devido ao trabalho.
- Se eu soubesse que lá estavas tinha ido!
– Disse o Tom a olhar-me incrédulo.
- E já te tinhas atirado! – Concluiu o Georg.
- Não tinha nada! – Disse logo o Tom.
- Pois não, não tinha, porque eu não tinha deixado! – Disse eu e eles riem-se.
- Bom meninos, o momento de descontracção acabou. Preparem-se para entrar.

Chegaram alguns técnicos para instalarem os microfones.
O sinal de entrada foi dado e cada um despediu-se de mim com beijinhos e um “vemo-nos depois do concerto. Esperemos que gostes.”

- Anda Kate. – Pediu-me o Jost pondo uma mão no ombro – Vamos assistir ao concerto.

Saímos da pequena sala e fomos para trás do palco.
Muito antes do quarteto entrar, podia-se ouvir os gritos dos fãs a chamar pelos seus nomes. Minutos depois, entram.
Começou-se por ouvir a Gibson. Logo a seguir o baixo; a bateria e o Bill começou a cantar. O tema por onde começaram foi o Break Away.
As fãs vibraram com o concerto, aliás, até quem estava a assistir por trás do palco estava a gostar imenso.
Lembrei-me da Líe, tal como todos os dias. Mandei-lhe uma sms a perguntar se também queria assistir ao concerto – pelo telemóvel, não é giro? - , ao que ela respondeu afirmativamente.
Liguei-lhe e ela ficou a assistir o concerto através da ligação.
O pequeno intervalo antes do fim do concerto chegou. Saíram do palco, correram para o backstage onde eu estava a dar-lhes água. Veio o Bill, o Gustav, o Georg e por ultimo o Tom.
A música que iam tocar a seguir era a Forgotten Children. Tiveram apenas 5 minutos de descanso.

- Fogo… - Disse o Tom sentando-se num banco – Demais!
- Vamos entrar.
– Avisou o Bill.

O Bill foi o primeiro, os restantes seguiram-lhe o exemplo. Antes de entrarem novamente no palco, o Tom, que era o ultimo da fila, chamou-me, piscou-me o olho e mostrou-me a língua. Fiquei incrédula com aquele acto e fiz-lhe o mesmo! Ri-se e eu também.
Entram.
Num instante já o concerto tinha acabado e estavam agora a fazer as despedidas. Nas caras dos fãs podia-se ver um turbilhão de emoções! Finalmente saíram do palco e vinham todos cheios de emoções.
Falavam alto, riam-se, cochichavam… Bem, tenho que afirmar que foi um dos melhores concertos em toda a minha vida.

- Parabéns! Adorei o concerto! – Felicitei sorrindo. Depois dei 2 beijinhos a cada um.
- Ainda bem! Ficamos felizes por isso! – Disse o Georg.
- Bah! Quero um banho! – Disse o Tom tirando o chapéu da cabeça.
- Não és o único. – Respondeu o Bill – E ainda temos os autógrafos!
- Oh gott.
– Encostou a cabeça no braço do sofá e fechou os olhos.
- Vamos. – Disse o Gustav levantando-se do sofá.

Os outros 3 fizeram o mesmo.
Os rapazes saem e eu e o David também para irmos para uma carrinha que já estava lá fora á espera do quarteto. Estive mais de meia hora dentro daquela carrinha á espera deles. vida de famoso é mesmo assim, compreendo-os perfeitamente. No fim de uns minutos lá estavam eles sorridentes, mas cansados.

- Let´s go home! – Disse o Georg esfregando as mãos.

Seguimos viagem e fomos deixando cada um em sua casa. E finalmente chegámos ao nosso lar.

- Até amanhã Jost. – Dissemos os três. Ele acena-nos.

Entrámos em casa e dirigimo-nos logo para a cozinha a comer qualquer coisa. Tudo o que fosse comestível, nós comíamos. Logo depois, cada um entrou para o WC para tomar banho e eu subi para cima para o meu quarto. vesti o pijama mas não tinha sono. Também como é que eu podia ter sono, não é? Então, resolvi ir ver televisão lá para baixo.

Quando ia a sair estava o Tom a passar pelo corredor só de toalha. Não sei o que me passou pela cabeça, mas a primeira coisa que fiz foi tapar os olhos! Ele com isto ri-se, dá meia volta e vem ter comigo.

- Então americana, onde ias?
- Lá para baixo.
– Respondi sem abrir os olhos.
- Hum… Seria?
- SIM!
– Respondi com as mãos nos olhos – Já desamparavas a loja não? Vai-te vestir!
- Só me vou vestir se tirares as mãos dos olhos, olhares para mim e me deres um beijo.
- GRANDE LATA!
– Gritei, mas não tirava as mãos dos olhos!
- Então vou ficar aqui até amanhã de manhã.
- Dizes bem, tu ficas, eu vou dormir.
– Lá tirei as mãos dos olhos, mas não os abri, virei-lhe costas para entrar mas ele impede-me e agarra-me por um braço. Fez com que ficássemos cara a cara, mas eu fui teimosa e não abri os olhos – Lar-ga-me!
- Abre os olhos!
– Ordenou. Dei-me por vencida e abri os olhos.
- E agora, já estás contente?
- Não de todo.


Como um impulso, baixou-se ficando ao nível dos meus olhos e dá-me um beijo bem profundo. Os braços dele envolvem-me num abraço apertado e os meus rodeiam o seu pescoço.
Encosta-me á parede e nesse preciso momento, passa também o Bill no corredor.

- Mas que…?

Não lhe dissemos nada. O Tom limitou-se a tirar uma das mãos do “abraço” e faz-lhe o gesto do dedo do meio.

- Obrigadinho, vou-me já embora!

Sai dali e eu e o Tom interrompemos o nosso beijo para nos rirmos.

- Se não sairmos daqui, a Simone ainda aqui aparece. – Disse eu ao ouvido do Tom, enquanto ele me beijava o pescoço. Não me respondeu. Sem me largar, abre a porta do meu quarto e entramos nele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 10:46

GAAAAAAAAAANDA CAPÍTULO MÉÉÉÉN O.O

Mas gostei Cool
E só aquela parte do fim, oh meu deus, que beijo!

Tu não me mostras-te essa parte ;;

Mas fiquei melhor porque li agora aqui ^^
Causou mais suspense 8D

Ora, Mister Tom, revela-te rapaz. Tu gostas da Kate, não vale a pena enganares mais ninguém.
E agora nada de alimentar falsas esperanças á minha Pirralh@ , 'ta ?

Mais «3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
catz.
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 4511
Idade : 22
Localização : candyland.
Tokio Hotel preferido : georg e tom.
Data de inscrição : 20/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 11:05

OH MANA BOUA, Ó TU POSTAS MAIS OU QUEM VAI LÁ TER COM ELES SOU EU Ò.Ó

Mais e mais @
Rapidinho por favor *-*

Amo-te «3

_________________

love is just love, it can never be explained.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 12:57

o Tom e a Kate beijaram-se *_*
posta mais
beijinhoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Juh&Tom <3

avatar

Número de Mensagens : 44
Idade : 26
Tokio Hotel preferido : Tom Kaulitz
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 13:16

Não, não! Depois de ler este magnifico e gigantesco capítulo não há quem resista em fazer um comentário bem graaaaaande 8D
Cá vai:

Citação :
Aviso: Capítulo graaaaaaaaande O.O' Mas a parte do fim...

Capítulos Grandes é que é 8D


Citação :
- Especial? Não sei porquê…
- Tenho os meus motivos. – Sorri-me.

Não sabes? Ele já explica...

Citação :
- Quantas vezes tenho de dizer-te Tom? – Aposto que era o Jost. Olhámos para ele e a cara do homem era de raiva! – Não quero fãs no backstage, não volto a repetir! – Gritou enraivecido.

Credo O.O Até me assustou a mim O.O


Citação :
- Fogo… - Disse o Tom sentando-se num banco – Demais!
- Vamos entrar.
– Avisou o Bill.

O rapaz ficou sem palavras x'D



Citação :
Quando ia a sair estava o Tom a passar pelo corredor só de toalha. Não sei o que me passou pela cabeça, mas a primeira coisa que fiz foi tapar os olhos! Ele com isto ri-se, dá meia volta e vem ter comigo.

- Então americana, onde ias?
- Lá para baixo.
– Respondi sem abrir os olhos.
- Hum… Seria?
- SIM!
– Respondi com as mãos nos olhos – Já desamparavas a loja não? Vai-te vestir!
- Só me vou vestir se tirares as mãos dos olhos, olhares para mim e me deres um beijo.
- GRANDE LATA!
– Gritei, mas não tirava as mãos dos olhos!
- Então vou ficar aqui até amanhã de manhã.
- Dizes bem, tu ficas, eu vou dormir.
– Lá tirei as mãos dos olhos, mas não os abri, virei-lhe costas para entrar mas ele impede-me e agarra-me por um braço. Fez com que ficássemos cara a cara, mas eu fui teimosa e não abri os olhos – Lar-ga-me!
- Abre os olhos!
– Ordenou. Dei-me por vencida e abri os olhos.
- E agora, já estás contente?
- Não de todo.

Eláááá 8D A passear pelo corredor só de toalha? Cool
Quando estiveres comigo vou fazer de propósito para a toalha cair Cool

Citação :
Como um impulso, baixou-se ficando ao nível dos meus olhos e dá-me um beijo bem profundo. Os braços dele envolvem-me num abraço apertado e os meus rodeiam o seu pescoço.
Encosta-me á parede e nesse preciso momento, passa também o Bill no corredor.

OH MY GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOSH
ELE... ELE... BEIJOU-A ?!?
FINALMENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE !
VOU DAR UMA FESTA DAQUELAS BEM GRAAAANDES *-*



Citação :
- Mas que…?



Não lhe dissemos nada. O Tom limitou-se a tirar uma das mãos do “abraço” e faz-lhe o gesto do dedo do meio.

- Obrigadinho, vou-me já embora!

Sim, sim, vai. Deixa os meninos no marmalanço 8D

Citação :
- Se não sairmos daqui, a Simone ainda aqui aparece. – Disse eu ao ouvido do Tom, enquanto ele me beijava o pescoço. Não me respondeu. Sem me largar, abre a porta do meu quarto e entramos nele.


Noite longaaa 8D

Opáá, tu posta-me mais desta fic possa, pleeeeeeeeeeeeease
*_____________________________*

Kiss Kiss *
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
D i a n a

avatar

Número de Mensagens : 118
Idade : 22
Localização : Ovar
Tokio Hotel preferido : *Tom Kaulitz*
Data de inscrição : 02/09/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 13:52

É lá mana esta noite vai haver festa no quarto do Tom uhuhuh. xDD

aiii mana escreve assim cap´s grandes que eu gosto.

beijo
amote
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Claudiaa

avatar

Número de Mensagens : 7
Idade : 24
Localização : Madeira||Funchal
Tokio Hotel preferido : Tom Kaulitz
Data de inscrição : 26/12/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 21 Jan 2009, 14:17

Amei o capitlo Men *____*

Pozta Maiz....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://clau-sofia.hi5.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 22 Jan 2009, 10:11

Ai Tom, com esse corpinho danone @@ Se fosse eu não fechava os olhos, arregaláva-os mais x)
QUE BEIJO *-* Foram para o quarto? 8D Já advinho o que seja 8D
AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORRRRRRRRR 8DDDD

Mais? What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 22 Jan 2009, 10:56

Ai ai! O que se vai passar naquele quarto (ou não)!!
Mais Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 28 Jan 2009, 11:45

E hoje trago-vos um capítulo romântico :b
:*


45º Capítulo – Sentimento.

Tinha caído no sono á pouquíssimo tempo. Estava mesmo, mesmo, mesmo nas profundezas do sono quando o telemóvel começa a tocar.

- Kate, desliga isso! – Disse o Tom de olhos fechados.
- Desliga tu, estás mais perto! – Disse igualmente de olhos fechados.

Suspira soltando um “ai” e tacteia a mesinha de cabeceira onde estava o telemóvel. Agarra-o, vê o porquê de estar a tocar e dá-me o telemóvel.

- Tom, alguém está a ligar.
- Quem é?
- Não sei. Vê.


Quando peguei no telemóvel vi que era novamente o numero privado. Já á uns dias que este numero não me ligava, e, mesmo que ligasse eu não atenderia. Mas a insistência da pessoa começava a deixar-me curiosa. Não pensei duas vezes e atendi.

- Estou…?
- Bom dia. Estou a falar com a Sra. Kate Ryan?
- Sim, quem fala?
- Daqui fala da Agência Eckö Models
– Esbugalhei os olhos ao ouvir “Eckö Models” e o Tom olha para mim com a sobrancelha franzida. -, liguei-lhe por causa do casting em Nova Iorque. Parabéns, passou á 2º fase.
- What?! Passei?! OMG!!!
- Poderia vir á nossa agência para participar na 2º fase?
- Claro! Só preciso que me diga onde e quando!
- Se fosse possível, ainda hoje. pode ser ás 10 da manhã?
- Sim, sim. Ás 10 estou aí.
- Obrigada. Até já.
- Obrigada eu! Adeus.
– Desligamos – OMG! PASSEI!

Explodi de alegria e abracei-me ao Tom com toda a minha força.

- Hey, vais sufocar-me! – Solei-o e ele suspira – Com calma. O que se passou? Passas-te no quê? Onde vais ás 10 da manhã?
- Passei na 1º fase de um casting, que participei em Nova Iorque e vou á Eckö Models ás 10 da manhã!
– Respondi toda contente.
- Wowowow, espera aí! Tu participas em castings e não dizes nada?!
- Oh… Não calhou contar…
- Mas esquecendo isso; PARABÉNS!
– Desta vez foi ele que me abraçou com força.
- Larga-me! Estás a magoar-me!
- Pronto, desculpa.
– Solta-me e fica a olhar para mim enquanto me levanto e visto o roupão – Posso ir contigo? – Perguntou enquanto se deitava melhor na cama.
- Não. – Pego numas calças justas e numa blusa igualmente justa.
- Oh, porquê? – Perguntou enquanto se agarrava á minha almofada e me olhava com olhinhos de ursinho de peluche.
- Porque a tua presença lá só me vai distrair e desconcentrar.
- Não vai nada! Só te vai ajudar ainda mais.
– Respondeu com ar de convencido. Abanei a cabeça em sinal de negação e preparei-me para entrar para o banho, mas fui interrompida pelo Tom – Espera por mim! – Levanta-se da cama e corre até mim.
- Onde pensas que vens? – Franzi a sobrancelha a olhar para ele á espera de uma resposta.
- Tomar banho contigo…? – Franziu igual como eu a sobrancelha e ficou a olhar para mim.
- Nem penses SexGott.
- Penso sim Americana Girl.
– Insistiu a aproximar-se de mim.
- Não. – Tentava afastá-lo de mim metendo os braços no peito.
- Sim. – Agarrou-me os pulsos e aproximou-se ainda mais.
- Já disse que não! – Tentei-me soltar, mas foi em vão.
- E eu já disse que sim! – Empurrou-me para dentro da WC, sempre comigo a protestar, e fecha a porta com o pé agarrando-me pela cintura logo de seguida.

Entre beijos entramos no chuveiro. Á água quente passava pelos nossos corpos, inundando cada poro. Carícias, beijos e amor. De novo, sentimos o prazer percorrer-nos a pele.

(…)


Estava diante do espelho a pentear o cabelo, e também a tentar encontrar a melhor maneira de o pôr mais bonito, quando o Tom sai do WC enrolado numa toalha. Ao ver-me diante do espelho, aproxima-se de mim e agarra-me pela cintura, dando-me um leve beijo no pescoço.

- Estás óptima assim. – Disse sorrindo para a minha imagem reflectida no espelho – Deixa-me ir contigo, vá lá… - Fez-me novamente os olhinhos de peluche mas desta vez com direito e beicinho.
- Está bem, podes vir comigo. – Rendi-me. Impossível resistir àquele beicinho que eu tanto amo. Quando lhe respondi, deu-me um beijo. – Tom… - Apoiou o queixo no meu ombro e ficou a olhar para mim através do espelho – O que significou para ti isto tudo… Entre nós? – Tinha de o dizer. É uma das perguntas que teimava cá dentro da minha cabeça. Ele levanta a cabeça e vira-me de modo a ficarmos cara a cara.

- Queres mesmo saber o que significou? – Assentei com a cabeça e mordi o lábio inferior para acalmar os nervos que começavam a ter posse de mim – Então cá vai: quero que saibas que tudo o que aconteceu não foi por impulso nem porque me deu vontade de o fazer. Já á uns dias que me sentia confuso em relação ao que sentia por ti. Tanto te via como uma irmã como te via como a rapariga que me ia virar a vida de pernas para o ar e que me ia fazer crescer. – Sorrio e ele também – E conseguis-te. Conseguis-te fazer com que eu crescesse e fizeste com que eu começasse a ver as coisas por outro sentido, com outros olhos. E tudo o que aconteceu entre nós foi a resposta que eu precisava para esta confusão toda que se formou na minha cabeça. – Já não conseguia conter as lágrimas com tanta emoção junta! Por muito que as limpasse, elas voltavam a cair. Algumas delas eram limpas pelo Tom – Não chores minha Princesa das Américas – Conseguiu fazer com que eu soltasse um pequeno riso.
- Tom… - As palavras faltavam-me e tudo o que consegui fazer foi abraçar-me a ele com todas as forças e mais algumas, como se não houvesse amanhã. Abraço esse que foi igualmente correspondido.
- Obrigado Kate. Obrigado por teres despertado um novo sentimento em mim. – Segredou-me ao ouvido. Senti a sua respiração e o seu coração a bater velozmente – Quero que saibas que te amo. Não como irmã nem como amiga, mas sim como a pessoa que quero ficar para sempre. Amo-te Kate. Nunca me abandones.

Este “amo-te Kate. Nunca me abandones” só fez com que eu o abraçasse ainda com mais força. Acabámos por chorar os dois abraçados. Confesso que ver o Tom a chorar é algo muito comovente.

- O melhor é ir-me vestir. – Limpa as lágrimas – São quase 10 horas e não nos podemos atrasar. – Rimo-nos. Ao abrir a porta, depara-se com o Bill a espreitar pelo buraco da fechadura – Bill! – Repreendeu-o. O rapaz ficou todo atrapalhado mas aposto que já sabe de tudo! – Agora deste para a cusquice?
- Não resisti, desculpem… AIIIIIIII! Tom! Finalmente cresceste!
– Abraçou-se ao irmão – Juro que estou imensamente feliz por vocês!

Entra no meu quarto e abraça-me. Depois puxa o Tom e abraça-nos os dois.

- Bill! Pára! Pareces uma criança! – Queixou-se o Tom tentando libertar-se.

Rimo-nos os três e o Bill quebra o abraço.

- Eu vou-me vestir que eu e a Kate temos mais do que fazer. – Disse o Tom. O Bill ao ouvir isto arregalou os olhos e fez um sorriso parvo – Mas não é nada do que estás a pensar!
- Pronto, pronto está bem. E…
- Já sei. Queres saber onde é que nós vamos, certo?
– Interrompeu o Bill que assentou com a cabeça e um sorriso – A Kate explica-te. Vou-me mas é vestir-me que estou com frio.

Mal disse isto, sai do quarto e o Bill agarra-se logo a mim para eu lhe contar o que íamos fazer. Começou logo a disparatar. 1º Pensou que eu e o Tom íamos tratar das coisas para o casamento; depois era os papéis para uma casa para nós os dois; Mas logo lhe disse que não, pudera, com tanto disparate junto…
Após lhe ter contado finalmente o que íamos fazer, também me pediu se podia ir.

- Estou pronto. Vamos? – Perguntou o Tom abrindo a porta.
- Claro! – Respondi.

Descemos os 3 para baixo, eu e o Tom de mão dada o que satisfez o Bill, e saímos de casa na direcção da agência. E dos nervos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 28 Jan 2009, 13:34

o Tom e a Kate começaram a andar yupiii+.+
posta maiss
a tua fic ta kada vez melhor +.+
beijinhooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 29 Jan 2009, 10:28

AMEIIIIIIIIIIIIIII *-*
No concurso VAIS REBENTAR COM AQUILO TUDOOO 8DDD
x)

Mais +.+
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 29 Jan 2009, 10:48

Mais Mais Mais
Venereiii completamente
Beiijoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sex 06 Fev 2009, 13:02

Hello minha gente =D
Demorei um pouco mais a postar porque ainda não tinha este capítulo escrito, e a escola não tem ajudado em nada u.u
So... Aqui está o 46º capítulo ^^
Amanhã, postarei o 1º da Decode +.+
Beijinhos!
Vemo-nos amanhã ;D



46º Capítulo – Eckö


Depressa chegámos á agência. Estava tão nervosa… Tremia que nem varas verdes! O Bill e o Tom estavam devidamente disfarçados quase irreconheciveis.
Entrámos dentro da agência, eu de mão dada com o Tom e o Bill no meu lado esquerdo. Ficámos um pouco á espera até que me chamam.
Entrei – e tive a leve sensação que foi com o pé direito -, mandaram-me sentar numa cadeira e aparece um senhor todo estiloso na sala.

- Bom dia. – Deu-me um aperto de mão e um sorriso e fez o mesmo com os gémeos – Franklin West, prazer.
- Kate Ryan, o prazer é meu.
- E quem são estes dois senhores…?
– Perguntou a olhar para os gémeos.
- Tom e Bill…
- Kaulitz?
– Interrompeu-me. Eles olham-se e encolhem os ombros – Não precisam de se esconder, já nos conhecemos!

Aproximou-se dos rapazes e cumprimentou-os.

- São parentes? – Perguntou a olhar para mim e para eles.
- Sim.
- Não.
– Respondemos eu e o Tom ao mesmo tempo.
- Em que ficamos? São ou não?
- Não.
- Sim.
– Respondemos outra vez ao mesmo tempo.
- Ham… Vou considerar isso um “sim”. – Senta-se – Pronta? Já sabe que peças vai vestir?
- Não…
- Vai vestir casacos de inverno.
– Respondeu – Denise? – Chamou. Rapidamente uma senhora apareceu na sala – Leve esta rapariga para a maquilhagem.
- É para já. Acompanhe-me, se faz favor.


Levantei-me e segui a senhora até a um camarim onde já estava um cabeleireiro, umas senhoras a preparar a maquilhagem, outra a aquecer a água para me levar o cabelo, certamente, e um grupo maior a preparar a roupa.

- Sente-se aqui.

Mandou-me sentar na cadeira onde uma das senhoras estava a aquecer a água e a Dona Denise lavou-me o cabelo – com direito a massagem capilar! Feita a lavagem, enrolou-me uma toalha na cabeça, para não molhar a roupa, e encaminhou-me á cadeira onde estava o cabeleireiro.

- Ora bem, o que vamos fazer com este cabelo…? – O cabeleireiro começou a mexer-me no cabelo a ver o que lhe ia fazer. Só peço para não fazer nenhuma asneira! – Denise, minha querida, preciso da tua ajuda, amor.
- Hum… Deixa cá ver…
- Meteu-se a analisar o cabelo com ar pensativo. – Estica-lhe o cabelo.
- Está bem. Olha, manda vir aqui a gaja das unhas.
– Que cabeleireiro mais arrogante e “virado”! O homem tem cada tique…
- Está bem.

Lá me secou o cabelo com o secador e alisou-o com o ferro. O cabelo ficou totalmente liso. Agora era acrescentar os acessórios.
A franja caiu elegantemente de lado e para a segurar, pusseram um ganchinho com um laçarote branco.
Uma rapariga arranjou-me as unhas, metendo-as em quadrado, e de seguida pintou-as de branco, a condizer com o laçarote.
O primeiro casaco seria de cor preta.
A maquilhagem que me puseram foi leve, só de baton é que puseram um vermelho, mas não muito vivo.

Não fazia a mínima ideia de onde estavam os Kaulitz, mas devem estar com o Sr. Franklin.

Vesti o primeiro casaco e encaminharam-me para um “estudio” onde iriam ser tiradas as fotos.
Assim que entrei, olhei para onde estavam a máquina fotográfica e estavam lá os gémeos. Ambos sorriram para mim e eu retribuo-o. Após ter dado o primeiro passo para entrar naquele género de estúdio, levei as mãos á cara e envergonhei-me.

- Que vergonha… - Disse baixinho, com as mãos na cara.
- Sempre a mesma…- Resmunguou o Tom a rir-se.

A sessão começou. Flashes, poses e sorrisos foram feitos e os nervos desapareceram.

(…)


A sessão estava mesmo no fim. Vesti o último casaco e fui de volta para o estúdio. Tirei mais algumas fotos e quando ia a preparar-me para sair e vestir a minha roupa, o Tom vai falar com o Sr. Franklin.

- Podia tirar-nos umas fotos aos 3? Pago tudo o que for preciso.
- Claro! Tirem as fotos que vocês quiserem. Não precisam de pagar nada…
- Obrigado.
– Sorri-me ao que retribui.
- Deixa-me ir só vestir a minha roupa.
- Ok, vai lá.


~~


Esperou que Kate se retirasse para justificar o motivo pelo qual tinha feito aquele pedido. Assim que deixou de avistar a rapariga, foi falar com o Sr. Franklin, ou Mr. West como o tratava.

- Suponho que queira um motivo pela qual eu pedi para tirar fotos a nós os três… - Começou o guitarrista fazendo-se de desenvergonhado.
- Acho que não me deve explicações… Mas lá que fiquei curioso, isso fiquei! – Fez um sorriso malicioso, o que fez com que Tom e o irmão gémeo se rirem daquele acto.
- Eu explico… - Explicou tudo o que tinha em mente fazer para a prenda da amada. Mr. West escutava com toda a atençao possivel. No fim de toda a explicação, Mr. West, ainda ficou convidado para a festa que iria realizar no dia de anos da rapariga.

~~


Depois de me ter ido vestir, fui novamente para a beira dos gémeos e do Sr. Franklin. Os três falavam de assuntos que talvez não me interessanssem.

- Estou pronta. – Disse fazendo a atenção desviar-se para mim.
- Boa! Então podemos começar!

Tirámos fotos até nos fartarmos. Muitas das poses sairam comigo e com o Tom agarrados e o Bill a servir de vela! Tive pena dele…
Para que tudo ficasse perfeito nas fotos, só faltava a Mary, os G’s e… a Líe e a minha mãe…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sex 06 Fev 2009, 18:44

Amei
amor posta mais
beijinhoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Dom 08 Fev 2009, 05:11

Gostei imenso!!´
xD
MAis
Kuss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
D i a n a

avatar

Número de Mensagens : 118
Idade : 22
Localização : Ovar
Tokio Hotel preferido : *Tom Kaulitz*
Data de inscrição : 02/09/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Dom 08 Fev 2009, 06:16

Mana Desculpa nunca mais ter comentado a tua fic, mas eu tenho-a acompanhado sempre.

Estou a adorar? elá modelo hã? muito bem

Opá esta fic é linda *.*

QUERO MAIS MANA

BEIJO
AMOTE <3
ESSENCIAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Ter 10 Fev 2009, 12:45

Kateeeeeeeeee +.+
Desculpa outra vez >-<
Aii, sou tão preguiçosa, Meu Deus >-<

Que posso dizer dos capítulos...?
Ora, o Tom tornou-se num romântico incurável (como no Sims xD) e ama-te mais do que tudo :3

Formam um casal muito giro, sim senhora. Gosto de os ver juntos.
Finalmente que se entendem e que aquela cabecinha perversa cresceu --.

Vá, vá, peço mais, please +.+

Prometo que para o próximo capítulo vou tentar ser a 1º a comentar e faço um comentário bué'da graaaaande +.+

Küss *

P.S.: A Joana não tem vindo comentar a tua fic porque o pai dela lhe tirou a net --' Ela diz que, assim que tiver net, que vem por a leitura em dia ;D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 14 Fev 2009, 11:51

Hello gente!
E depois de mais de uma semana sem postar nesta fic, a Kate está de regresso! E desta vez traz consigo o capítulo 47 da Jogo Perigoso! x'D
Deixemo-nos disto...
Ora bem. Estive a fazer mais ou menos um sumário do que vai acontecer nos próximos capítulos - e também quantos faltavam para acabar - e ficou pelos 72/73 capítulos; isto porque o capítulo do dia de aniversário da Kate vai ser um cadinhe grande ^^' E eu queria que esse capítulo fosse postado no dia 24/2, no dia em que faço anos :$
So... Aqui fica mais um.

Quanto á Decode, o 2º capitulo só vem para a semana, porque já não tenho tempo de o postar hoje nem amanhã u.u'

Beijinhos Grandes!


47º Capítulo – Novidades para a Mary


Depois de todos aqueles momentos – inesquecíveis – no estúdio, voltámos para casa. Estava na hora do almoço. Assim que entrámos em casa, um cheirinho a bifinhos com cogumelos pairava no ar. Ao inalar aquele cheiro, a minha barriga dá horas.

- Parece que já não temos de encomendar pizza! – Ironizou o Bill a rir-se, o que fez com que nós nos ríssemos também.
- Então afinal a mãe veio almoçar a casa? – Falou o Tom para o irmão, este encolheu os ombros.

Avançámos até á cozinha e espreitámos pela porta a ver quem é que estava a tratar do almoço. Ao vermos quem estava de volta do fogão, desatámos a rir ás gargalhadas! Gordon Trümper, de avental e colher de pau, de volta do fogão, a tratar do almoço, para encher a barriga a três marmanjos! E a dele, claro.
O Gordon, ao ver-nos ali a rir que nem doidos, olha para nós com cara de envergonhado.

- Oláááá… - Limpou as mãos a um pano e veio cumprimentar-nos – Então rapaziada, tudo bem?
- Claro que sim! Nem se pergunta!
– Respondeu o Tom a rir-se agarrado á barriga.
- Oh, não se riam! – Ainda nos rimos mais – Olhem que ficam sem almoço!
- Não, não, não! Nós paramos!
– Supliquei eu.

Lá nos acalmámos mais e parámos de rir.
Se não queríamos ficar sem almoço, achámos, por bem, ajudar o Gordon com o almoço. O Bill encomendou umas sobremesas; e eu e o Tom pusemos a mesa – que ainda levou uns extras; umas flores – de plástico que estavam numa jarra – e a loiça foi a mais bonita que encontrámos.

(…)


Á tarde, os TH tinham uma sessão de autógrafos em Berlim e eu, como não tinha ido ás aulas de manhã, o Gordon levou-me á escola.
Quando saí, os gémeos ainda ficaram em casa.
Despedi-me do Tom, com aqueles cumprimentos todos que nós cá sabemos – e ainda lhe segredei ao ouvido para logo á noite me dar um autografo; ele disse que depois me recompensa pelo tempo que esteve em Berlim – e do Bill, que me deu também um recado: “Porta-te bem cunhadinha.”. agora é a vez dele me chamar de cunhadinha!

Já tinha tocado para a entrada á cerca de 5 minutos. Bati á porta e o professor deu-me permissão para entrar. Entrei, meio envergonhada, e assim que avistei a Mary, que estava no fundo da sala, esta fez-me um sorriso malicioso e fez-me sinal para me sentar ao lado dela.
Assim fiz. Mas, avaliando pelo sorriso que ela me lançou, tenho a certeza que já sabe de mim e do Tom.
Pousei as minhas coisas ao lado das dela e sentei-me “a medo” ao seu lado.
Vi-a a sorrir para mim e rasgou um pedaço de papel. Escreveu qualquer coisa:

Mary – Não tens nada para me contar?

Ora bolas, pensei. De certeza que o Bill lhe contou… Escrevi-lhe:

Kate – Ham? Do que estás a falar?

Fiz-me de desentendida, só para ver o que é que ela dizia.

Mary – Pois, pois… Não te faças de desentendida. Sabes perfeitamente do que estou a falar.
Kate – Tipo…?
Mary – Qualquer coisa entre ti e o Tom. Ouvi dizer que finalmente aquela cabeça dura perversa cresceu e que agora tu namoras com ele…


Ao ler aquilo, deu-me um ataque de tosse que fez com que toda a turma olha-se para mim. Inclusive, o professor, que me olhava de sobrancelha levantada, e a Mary ria-se baixinho.

- Está tudo bem Kate? – Perguntou olhando para mim com cara de WTF?.
- Está. Está tudo bem. – Respondi a tentar acalmar-me – Estou só um pouco constipada…
- Queres ir apanhar ar?
- Não, deixe estar. Já estou bem…


A aula prosseguiu.
A Mary esteve praticamente a aula toda a chatear-me por causa do Tom, mas isto foi paga. Paga pelas vezes em que eu a chateava por causa do Bill.
Lá tocou para a saída e eu e a Mary saímos juntas.

- E agora tenho de te pôr um nome. – Disse a Mary fechando a porta do seu cacifo – Mas antes vamos fazer umas comprinhas ao shopping!
- Agora?
- Claro! Não te apetece?
- Quero, mas estou tão cansada…
- Damos só uma vista de olhos e vamos para casa, boa?
- Pode ser.


Saímos da escola e direccionámo-nos para o shopping de sempre.
Quando lá chegámos, a primeira coisa que fizemos foi ir comer um lanchinho porque a Mary estava cheia de fome.
Eu não comi nada, não tinha fome.
Quando a Mary acabou de comer, fomos dar uma vista de olhos pelas montras.
Estávamos de passagem por uma montra onde havia uns vestidos de gala muito bonitos para jovens.
Não sei se é por já estar habituada, ou seja lá o que for, tenho uma “queda” por vestidos formais.
Fiquei completamente babada por um vestido balão em preto e roxo. No peito tinha um laçarote nos tons do vestido e não tinha alças. Tinha um casaquinho preto que só tinha um botão e os sapatos que combinavam com o conjunto eram pretos com salto.

- Gostas? – Perguntou a Mary aproximando-se.
- É lindo… - Respondi embasbacada a olhar para o vestido.
- Porque não experimentas? Se gostares, levas…
- Não… Para que é que eu vou levar este vestido, se depois não tenho quando o vestir?
- Oh… pois… Sempre podes…
- Calou-se. “Ups, já ia falando demais!” , pensou.
- Posso o quê?
- Nada, nada…
- Okey… E tu, já fizeste as compras todas?
- Já… Queres ir a algum sitio?
- Não.
- Então, vamos para casa.


Assim fizemos. Pelo caminho, a Mary veio constantemente a chatear-me por causa do Tom e a inventar um nome a que ela chamou de “carinhoso” para mim.
SexGott Girl, SexGott-versão-feminina, Tommy Girl… Por aí fora.
Já sei que vou ter de a aturar durante muito tempo… Mas até que dá para rir um pouco das suas parvoíces!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jogo Perigoso - 58 - Último.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 13 de 16Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15, 16  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jogo das flores
» Jogo estranho xD
» [JOGO]pega ou passa
» Jogo: Tokio Hotel Monsoon
» [JOGO] Jogo da rosquinha.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Tokio Hotel :: Acabadas-
Ir para: