InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Jogo Perigoso - 58 - Último.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte
AutorMensagem
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 14 Fev 2009, 13:31

a tua fic ta cada vez melhor
posta mais
beijinhoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Dom 15 Fev 2009, 12:56

Ai esse vestido *-* Agora fiquei cá uma vontade de o comprar :b
x)

mais «3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Seg 16 Fev 2009, 07:18

Adoreiiiiiii
Mais
Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 21 Fev 2009, 09:15

E depois de ter passado uma semana desde o dia dos namorados, cá está um em que fala disso --'
É que dão os atrasos u.u' whatever...
Bem, disfrutem deste What a Face
Ah! Lembrei-me de 2 coisas! O.O
1 - Descobri uma cantora que se chama Kate Ryan (tal como a personagem da fic!)
2 - A última frase deste capítulo... Nhai , nem sei como consegui escrever aquilo O,O

Este tem um cadiche de comédia ;D
Beijinhos!


48º Capítulo – Feliz Dia dos Namorados!


- Acabei de fazer chá, alguém quer? – Gritou Simone da cozinha. Respondemos todos que sim e a Simone aparece na sala com uma bandeja com canecas de chá – Sirvam-se meus amores.
- Bem dito fim-de-semana de descanso…
- Suspirou o Bill pegando numa caneca. Seguimos-lhe o exemplo e cada um pegou numa caneca.
- Concordo, bem dito fim-de-semana! – Suspirou o Tom dando um gole no chá logo de seguida. Mas queimou-se, o chá estava quente – Sheisse! Queimei-me! – Abanou a mão para dar vento e pousou a caneca em cima da mesa – Se lixe o chá, vou deixá-lo arrefecer…
- Tom, cuidadinho com a linguagem!
– Ralhou a Simone – Olha Kate, vê se metes juizinho naquela cabecinha e diz-lhe para não dizer asneiras!
- “Lixar” não é asneira!
– Queixou-se logo levantando a cabeça.
- Pois… Para vocês nada é asneiras…
- Hey, já chega!
– Refilou o Bill pousando a sua caneca.
- Concordo. – Disse eu dando o último gole no chá – Oh liebe, já que não tens nada para fazer hoje, e que tal passarmos o dia juntos? – Olhei para ele com olhinhos de cachorrinha abandonada e ele lança-me um sorriso malicioso.
- Oh liebe, nem se pergunta! Aliás, eu estava mesmo a pensar nisso… - Roça os seus lábios nos meus e depois sorri-me.
- The love is in the air… - Cantarolou a Simone baixinho, fazendo com que nós nos ríssemos – Juro que nunca pensei ver o Tom assim tão apaixonado. Há uns dias parecia-me impossível que isso acontecesse, mas já retirei esses pensamentos da cabeça. É real. Tom Kaulitz está apaixonado pela famosa Kate Ryan! – Ironizou a Simone. Ás vezes sabe exagerar um bocadinho…Mas nunca levamos nada disto a mal!
- Vamos? – Perguntou-me o Tom passando a sua mão pelos meus cabelos.
- Sim.
Dá-me mais um beijo e eu subo para cima a ir buscar o meu casaco quentinho (hoje está realmente muito frio) , o meu gorro e as minhas luvas ás riscas (*.*). Desci para baixo e o Tom já estava á minha espera no hall, disfarçado, obviamente. Fui até ele – despedimo-nos do Bill e da Simone com um “Até já” (como na TMN xD do que eu me fui lembrar >.< ) - , e saímos de casa.

- Tenho a leve sensação que que vamos ser apanhados de surpresa pelo tempo… - Disse o Tom a olhar para o céu nublado e depois para o horizonte. – Está bué frio! – Arrepiou-se e abraçou os seus braços – Tens frio liebe? – perguntou passando as suas mãos pelos meus braços, para me aquecer.
- Um bocadinho… - Disse também a tremer de frio.
- Anda cá que eu aqueço-te… - Chegou-se mais a mim e abraçou-me, beijando-me de seguida. – Melhor? – perguntou-me com um sorriso estampado na cara e a olhar-me nos olhos.
- Claro que sim. – Respondi sorrindo-lhe e beijei-lhe o piercing.

O Tom pôs a mão na minha cintura, eu segui-lhe o exemplo, e saimos de casa. Se me aparece um paparazzi á frente – ou seja lá o que for – juro que lhe bato. Hoje ninguém me vai impedir de ter um dia sossegado com o Tom, nem que a Chanceler alemã aqui apareça!

- Queres ir onde? – Perguntou-me.
- Para onde nenhum paparazzi nos encontre… - Deixei de olhar para o Tom e olhei para os lados. Foi quando olhei para um parque infantil, no meio de uns arbustos, a estava lá um. Disfarça bem, disfarça… - Como aquele… - Apontei discretamente para os arbustos e o Tom olhou para lá, rindo-se de seguida.
- Disfarça bem, disfarça..Justamente o que eu disseTive uma ideia. Segue-me.
- O que vais fazer?
- Vamos assustá-lo…


Ao longe avistámos uma rua escura, com certeza, um beco sem saída. Fomos até lá, sempre juntinhos, para atrair o paparazzi. Para ver se o fotografo estava mesmo a seguir-nos, olhei de soslaio para trás. Confirma-se, ele vem mesmo atrás de nós.
Entrámos dentro da rua. O cheiro era repugnante!

- Tom o que é que viemos para aqui fazer? – Tapei o nariz, porque, como já referi, não cheira nada de bem!
- Só temos de atrair aquele fotografo para aqui. – Disse também de nariz tapado.
- E para isso vamos fazer o quê? – Não sei onde é que o Tom quer chegar com isto…
- É simples! Basta gemer, como se estivéssemos a… Coize… Ele vem para aqui para nos apanhar em flagrante e assustamo-lo!
- Gemer?!
– Fiquei escandalizada! Gemer para atrair um paparazzi? Nunca tinha pensado nessa hipótese… OMG! Vamos ver onde é que isto vai dar! – E como é que o vamos assustar?
- Deve de haver por aqui tampas dos caixotes do lixo…
- Procurou e encontrou algumas tampas no chão. Deu-me duas para as mãos – Bates uma na outra, o homem fica surdo e nós fugimos para outro sítio!
- Ahm… Está bem… Então vamos lá!


Preparámo-nos para aquilo. Juntei-me mais ao Tom e ele ainda me roubou um beijo daqueles bem profundos. Olhámos para o fundo da rua e avistámos o fotógrafo, como que a querer apanhar um cão vadio.
Começámos a gemer como se estivéssemos a… Coize… Tal e qual como no plano e o fotografo ao ouvir aquilo arregalou os olhos e entrou na rua.
Cada um de nós pegou nas tampas e deixámos que o fotografo se aproximasse mais de nós. O Tom ficou de um lado da rua e eu de outra. Fomos ouvindo os passos do paparazzi a aproximar-se e preparámos as tampas. O fotografo já estava diante de nós.
Batemos as tampas ao mesmo tempo, o fotografo assusta-se – Mas assustou-se tanto que até deu um berro e caiu ao chão! – o Tom agarra na minha mão – e nas calças! – e fugimos daquela rua correndo, deixando o fotografo á nossa procura no meio dos sacos do lixo.

Corremos bastante e parámos num jardim. Estávamos ofegantes de tanto correr. Desatámos ás gargalhadas ao relembrar os momentos anteriores.

- Depois disto – começou o Tom a falar por entre gargalhadas e ofegante da corrida – ainda tens frio?
- Não! – Rimos os dois e sentamo-nos no parede de um muro, bastante alto.
- Cuidado para não caíres lá para baixo! – Disse-me o Tom chegando-se mais e abraçando-me – Não quero que me deixes!
- Não te vais ver livre de mim tão cedo liebe. – Disse eu dando-lhe um leve beijo na bochecha.
- E ainda bem! – Ri-se e quando ia a preparar-se para me beijar, vejo uma coisa branca a cair.
- Isto é… Neve? – perguntei a olhar para aquilo.
- É… E também a “coisa” que me impediu de te dar um beijo! – Amuou e eu ri-me baixinho, o que o fez amuar ainda mais. Quando olhei para cima, vi milhares de flocos de neve a cair sobre a cidade. Desci do muro e fiquei a olhar para aquele cenário. O Tom afasta-se do muro e vem até mim, agarrando-me pela cintura. Ficamos os dois a olhar para aquele cenário. Para o Tom, aquele cenário já não é novidade nenhuma, mas para mim é. Raramente há neve em Nova Iorque…

- Feliz Dia dos Namorados Kate. – disse desviando o olhar da neve para me olhar. Olhei-o nos olhos também.
- Feliz Dia dos Namorados Tom.

Sorrimos um para o outro e selamos o momento com um beijo, sob as partículas de neve que se tornaram testemunhas deste momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
cat

avatar

Número de Mensagens : 2743
Idade : 22
Tokio Hotel preferido : everyone
Data de inscrição : 11/12/2007

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 21 Fev 2009, 13:40

Nevee *-* Nada mais romântico, apenas eles, tão lindo *-*
Também quero momentos assim Rolling Eyes
x)

mais «3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Dom 22 Fev 2009, 16:08

neve *_* , como eu adoro neve
O Tom e a Kate sao um casalinho lindoooo
posta mais amor
beijinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Seg 23 Fev 2009, 03:18

Pk é em Portugal nunca à neve!!?
Fogee
Qe sorte a deles!!
Bem, adoreii!
Kuss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Seg 23 Fev 2009, 16:13

Uffa, estava a ver que nao o postava a tempo What a Face
Aqui fica!
Beijinhos!


49º Capítulo – Os Presentes


Georg estava de volta do seu computador portátil a preparar a sua prenda de aniversário para a amiga. Estava a pôr os seus dotes no Movie Maker á prova, e parecia estar a gostar do que estava a ver. Afinal não estava a sair-se assim tão mal…

- Então Ge’, como está a sair o teu Picasso? – Mary chegou-se á beira do baixista e sentou-se ao seu lado.
- Vai indo… - Respondeu sem tirar os olhos do computador – Que achas? – Clicou no Play e o vídeo começou. Como música de fundo, Georg escolhera uma da sua banda, 1000 Meere. Sabia que Kate tinha um gosto especial por esta música, por isso, não podia ter feito melhor escolha. Ao longo da música, foram passando várias imagens da banda e dos amigos com Kate. O filme parou.
- Tenho a certeza que a Kate vai adorar. E de certeza que se vai lembrar de todos esses momentos… - Georg sorri para Mary e continuou o seu trabalho – Tens isso pronto até domingo?
- Claro! Aliás, em principio fica terminado hoje…
- Uh, óptimo!


Deu um leve empurrão a Georg, na brincadeira, e foi ter com o Bill e o John. Estes dois, faziam vários telefonemas; convites para a festa.

- Obrigado. Adeus, até domingo. – Bill desliga o telefone com um sorriso na cara e apontou na folha um nome – Acabei de falar com a mão da Kate.
- Disseste para vir este fim-de-semana? – Perguntou Mary pondo uma mão no ombro do namorado.
- Sim. Em principio vêem já amanhã…
- Vêem? A amiga dela também vem?

- Sim. E o pai e o segurança… - Mary senta-se ao lado de Bill e fica a vê-lo trabalhar.
- Têm concerto esta noite? – Perguntou Mary olhando para a lista de convidados que, pelo número de folhas, é enorme.
- Não. Mas temos uma sessão de autógrafos em Leipzig.
- Hum… Okey… - Dá um beijo a Bill e levanta-se – Tenho de ir buscar a minha encomenda antes que a loja feche…
- Uh, vai lá. Não queremos que a nossa rainha da festa fique sem vestido! – Ambos se riem. Mary dirige-se até á sala onde Georg estava de volta do seu portatil e Tom que também andava a mexericar no seu computador.
- Tom, vais ter com a Kate? – Perguntou chegando-se á beira do guitarrista.
- Vou, porquê? Queres companhia até ao outro lado da rua, é? – Tirou os olhos do computador para olhar para a amiga, que se riu com o que ele tivera dito.
- Sim, quero. – Respondeu metendo as mãos na cintura – Please, anda lá! – Suplicou juntando as mãos como se estivesse a rezar.
- Está bem… Eu vou… - Mary deu um saltinho de alegria e sorriu contente. Desligou o computador e saíram os dois juntos.

Gustav acabava de entrar em casa. Com ele, já trazia a prenda de aniversário para a Kate. Tinha pedido a Dunja para a ir buscar aos correios, pois, se tivesse ido ele, teria sido atacado pelos fãs e pelos media.
As baquetas, a prenda, já estava embrulhada e com um laçarote vermelho.
Entrou na sala onde estava o baixista da banda e guardou a prenda na sua mala.

- Gustav, anda cá. – O baterista aproxima-se do amigo e sentou-se á sua beira – Já o acabei! Vê se está bom… E se gostas também…
- Vamos lá ver isso… - Gustav clica no Play e vê o vídeo até ao fim – Para primeira vez no Movie Maker, nada mal Ge’ , nada mal… Podes continuar a fazer amis destes.
- Quando tiver tempo… Obrigada Gus. – Agradeceu.

Os dois ficaram na sala a fazer zapping. O que tinham para fazer, já estava feito. Decidiram fazer uma partida na PlayStation, para descontrair um pouco.

Alguém tocava á campainha da casa da família Fetti.
John foi abrir e deparou-se com Tom com um envelope na mão. Mandou-o entrar e lançou-lhe um olhar frio, ao qual Tom não deu muita importância. Desde há uns dias que era assim. John tinha “voltado as costas” ao guitarrista dos Tokio Hotel e este não entendia o porquê. Mas porque é que John andava a reagir assim? Ora, por ciúmes. John ainda não tinha esquecido o que sentia por Kate, ainda a amava. Mas também lhe faltava coragem para ter uma conversa com o amigo. Ou será que agora é inimigo? O jovem já sabia que isto poderia acontecer, mas, á mínima hipótese, John não falará por si. Basta um simples deslize de Tom, uma simples traição, e John será o primeiro a dar apoio a Kate.
Seguiu os passos de Tom e foi ter á sala onde estavam Georg e Gustav. O guitarrista, ergue o braço onde tinha o envelope, e mostra o que tem na mão aos amigos.

- Já tenho a minha prenda de aniversário para a Kate. – Mostrava o envelope como se se tratasse de um troféu, sorrindo.
- Os bilhetes da viagem? – Perguntou Gustav não tirando os olhos do jogo – Sheisse Georg, pára de fazer isso com o pé! – deu um leve pontapé a Georg que parou imediatamente de bater o pé freneticamente.
- Sim claro. Partimos daqui a uma semana. – Sentou-se no sofá e ficou a brincar com o envelope, imaginando como seria a viagem, que seria só a 2.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Ter 24 Fev 2009, 05:53

A Kate é uma sortuda!!
Adoreii
Mais
Kissy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Ter 24 Fev 2009, 08:04

amei o capitulo
posta mais
beijinhoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 25 Fev 2009, 10:00

Olááá!
Bem, este capitulo era suposto ter sido postado ontem, mas não deu. Não tive tempo ùú
Espero que o vosso Carnaval tenha sido cheio de "brincaduras" como o meu e muita diversão ^^
Estive a fazer um preview dos capítulos até ao final e concluí que esta fic pode vir a ter uma 2º temporada. Eu já tinha feito isto mas tive a fazer uns ajustes Cool
Bem, agora, o capítulo ^^
Beijinhos!


50º Capítulo – Feliz Aniversário!


Nunca me senti tão triste na minha vida. Amanhã é o meu 17º aniversário e a Líe e a minha mãe não estão comigo. A única coisa boa no meio disto tudo, é que estou com o pessoal da banda. Mas mesmo assim, andam todos estranhos e agora não sei onde andam. O Tom desde a manhã que não aparece em casa, o Bill deve estar com a Mary…
Está a ser um dos sábados mais secantes desde que estou na Alemanha.
Queria falar com a Líe, no MSN, mas nem ela aparece.

Desci para baixo para ver um pouco de televisão. A Simone está metida na czinha a fazer um bolo, que pelo cheiro, deve ser de chocolate.
Mas, para além de estar triste, estou cheia de preguiça.
São 16h e ainda estou de pijama.
Liguei a televisão e fiquei-me a ver umas noticias que passavam agora. Ouço alguém abrir a porta da rua. Olhei para lá e é o Tom que chega a casa.

- Hallo liebe! – levanto-me do sofá e avanço até ele, dando-lhe um beijo – Sua preguiçosa! Ainda de pijama?
- Não me apetece ir vestir…
- apesar de o Tom já estar aqui, isso não fez com que o meu estado de espirito mudasse.
- O que tens Kate? – Tom agarrou-me pela cintura e ficou a olhar-me.
- Nada de especial… Estou com a preguiça. – Ri-me e ele também. Beija-me.
- Estás a ficar preguiçosa como eu…
- Então o culpado de eu estar a ficar assim és tu…
- Engraçadinha…
- Beijamo-nos outra vez e eu subo para cima para vestir uma roupa mais confortavel.

Dia seguinte…


Acordo cheia de sono. Tactei-o a cama e a almofada para ver se o Tom estava lá, mas, nada. Ultimamente quando acordo, o Tom já está acordado.
Agarrei-me ás almofadas e tentei dormir mais, mas não era capaz.
Hoje completo mais um dia de vida e a minha mãe não está comigo. Que tristeza…

- Levanta-te Princesa das Américas! – O Tom acabava de entrar no quarto e atirou-se para cima da cama.
- Tom, deixa-me dormir… - Tapei-me com os lençois mas o Tom voltou a destapar-me – Hey!
- Não queres ficar a dormir até tarde pois não? Logo hoje!
- O que é que tem o dia de hoje?
– olhei para ele. Será que ele já sabe que eu faço anos hoje?
- O que tem?! Está um dia tão bonito! – suspirei de alivio e enterrei a cabeça nas almofadas – Vá lá liebe, acorda… - Beijou-me a face e afagou-me o cabelo. Lá desenterrei a cabeça e olhei-o.
- Está bem, ganhas-te… Vou levantar-me…
- Yeah! Boa
! – Disse contente.

Voltou a dar-me um beijo na bochecha e eu levanto-me. Entro na WC para tomar um duche. Quando voltei, o Tom ainda estava no quarto. Afinal de contas o quarto é dele…

- Não sei o que vestir… - abri a porta do guarda-roupa e fiquei a olhar para lá. Tirei umas calças de ganga largas e uma blusa justa e foi o que vesti. Para calçar, os meus queridos e adorados Vans em preto e rosa. Penteei o cabelo e prendi a franja com um ganchinho. Olhei para o Tom e ele olhava-me de alto a baixo.

- Eláááááá… Para além de preguiçosa estás a ficar com o mesmo estilo que eu… Mas faltam aí umas coisinhas… - levantou-se e veio na minha direcção – Espera aqui. Vou buscar uma coisa. – Foi até ao seu guarda-roupa e tirou de lá um dos seus enormes casacos em branco – Toma, veste isto.
- Um casaco? Mas isto fica-me enorme!
- Experimenta!


Vesti o casaco e aquilo ficou-me enorme! Chegava-me aos joelhos!

- Yoo… - Fiz pose para o Tom e ele riu-se – Isto é enorme Tom…
- Espera, ainda falta uma coisa.
– Foi até a uma caveta e tirou de lá um chapeu preto e branco com as letras da New YorkerToma, mete isto.

Meti o chapeu direitinho mas o Tom meteu-o logo de lado tal e qual como ele faz.

- Fenomenal. – Olhou-me de cima a baixo e de seguida beijou-me – Estás perfeita. Agora já te pareces mais comigo…
- Hmm… Quase, Tom, quase…
- Anda vamos “papar”…


Agarrou-me numa mão e descemos para baixo. Era de admirar como é que a sala ainda estava de cortinas fechadas. Todos os dias, assim que acordo, já o sol ilumina a sala.

- Espera, vou acender a luz.

O Tom larga a minha mão e caminha na direcção do interruptor da luz. Quando ligou a luz…

- SURPRESA!

Os meus olhos não queriam acreditar no que estavam a ver! Levei as mãos á boca e deixei que as lágrimas de emoção falassem por mim. A Lillianne e a minha mãe estavam ali, mesmo á minha frente.
A minha primeira reacção foi correr até elas e abraçá-las com toda a minha força, pois as saudades já apertavam há já uns dias.
Mas não vinham sós. O meu pai e o Nick também estavam aqui.

- Como é que vocês vieram aqui parar? – Estava completamente “parva”, por assim dizer, com aquelas 4 personagens Nova Iorquinas que estavam á minha frente.
- Hmm… Levei o teu telemovel emprestado uma vez… - Disse o Tom remexendo as mãos nos bolsos meio envergonhado.

A Líe abraça-me com força e eu retribuo. Que saudades destes seus abraços…

- Meu Deus Kate! Nunca pensei que um dia viesse a pisar o chão da casa dos Kaulitz! Obrigada! – Segredou-me ao ouvido emocionada por ver os TH ali á sua frente – Já sei que o Mr. Tom não te ficou indiferente… - Voltou a segredar-me ao ouvido e eu corei logo!
- Lillianne Miller, tu cala-te!
- Oh, vá lá, eu sei que vocês andam… Vê-se nos olhares que ele te deita…
- Sim, nós andamos… Mas por favor, não digas a ninguém!
- Está descansada amiga. Não vou contar a ninguém.


Abraçamo-nos mais uma vez e sorrimos uma para a outra.
Cheguei-me á beira da minha mãe e ela também me abraçou.

- Parabéns filha… - Disse-me ao ouvido.
- Obrigada mãe… - Agradeci. Foi a vez do meu pai. Cheguei-me á beira dele e fiquei a olhar para aquelas suas feições, algumas em que eu era parecida com ele.
- Não vais abraçar-me filha? – Olhou para mim com um sorriso que me deixou um pouco assustada. Não era muito normal o meu pai estar a sorrir-me como se estivesse a sorrir para a Primeira Dama. Aproximei-me dele e abracei-o, com medo, e ele abraça-me ainda com mais força. O meu coração começou a bater forte. Fiquei apavorada! E se ele me estivesse a tentar fazer mal? Rapidamente me desfiz daquele abraço e o meu pai ficou a olhar-me – Parabéns filha. – outra vez o sorriso. Quebrei o contacto visual com o meu pai e aproximei-me do Nick.
- Parabéns Miss! – O Nick abraça-me e eu retribuo. – É impressão minha ou cresces-te? – Desaperta-se do abraço e fica a olhar-me.
- É normal… As pessoas crescem, sabes?
- Sempre a mesma engraçadinha…
- Ri-se e dá-me um beijo na bochecha.
- É por isso que é minha. – Foi o Tom que disse. Aproximou-se de mim e agarrou-me pela cintura dando-me um beijo na bochecha, e eu dou-lhe um beijo.
- Eu sei que não precisam de apresentações mas mesmo assim eu apresento-vos. Tom, este é o Nick; o meu pai; a minha mãe e a Líe, a rapariga com quem falas-te no MSN. – Apresentei o Tom á minha familia e depois apresentei aos restantes presentes na sala.
- E que tal se comesse-mos o bolo? – Perguntou a Simone metendo um bolo em cima de uma mesa.

Cantaram-me os “parabéns” e depois comemos o bolo.
Começaram a distribuição das prendas. O Gustav foi o primeira: umas baquetas.

- Vou tentar ensinar-te a tocar bateria. – Disse-me ele.
- Mas tu estás cheio de trabalho da banda… Deixa estar. Eu contento-me só com as baquetas, é uma boa recordação de ti. – Ele sorri e dá-e dois beijinhos.

Seguiu-se a vez do Georg: um… CD?

- Para que é isto?
- Mete no DVD e já vês…


Era um video da banda comigo! Meus Deus… Todos aqueles momentos… Jamais me vou esquecer disto tudo!

- Obrigada Ge’! – Abracei-o e ele dá-me dois beijinhos.

Ainda recebi um livro da Lillianne – A Saga do Crepusculo; dos meus pais – roupa; do Nick – um conjunto de uns ganchinhos com laçarotes; do Bill e da Mary – um fio com a letra inicial do meu nome; do John – um anel e uma pulseira.
Por último, o Tom chegou-se a mim e beijou-me. Depois, segredou-me ao ouvido:

- A minha prenda ainda não é para agora… - E foi assim que a minha curiosidade começou a aumentar com a prenda do Tom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 25 Fev 2009, 10:07

Ehh a saga do Crepusculo!!
Olha a sortuda!!
Vestida com as roupas do Tom!!
À dred!!
Adorei
Mais
Kuss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 25 Fev 2009, 11:22

ai amor , adoro mesmo a tua fic
posta maisss
beijinhoo<3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 07 Mar 2009, 08:34

Hellow cousa boua 8D

A atrasada do costume veio atormentar este tópico e comentar a sua Fic ^^

Jáááá meti a leitura em dia , e posso dizer que , durante uns segundinhos , dei graças á minha imaginação por ter conseguido imaginar correctamente a Kate com as roupas do Tom x'D

E agora , festaaaaa Cool

Mais Kate'zinha do meu qeração «3

LY'
«3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 07 Mar 2009, 10:14

Depois de ter passado não-sei-quanto-tempo desde os meus anos, lá vem o Cap da Festa xD

51º Capítulo – Party!


Tentei subornar o Tom de todas as maneiras e mais algumas, mas foi sem efeito. Ele não me conta o que é a prenda! Cada vez que lhe peço para me contar, ele diz “Logo á noite vez liebe”. Cada vez me deixa mais curiosa!

Passei a tarde com o pessoal da banda, com os irmãos Fetti’s e com a Líe. Mostrámos a cidade á Lillianne e depois disso, fomos para casa, para um lanche.
Foi um bom lanche. Cheio de boa disposição, gargalhadas e amor. Muito amor. Durante o lanche, estive sempre sentadinha no colo do Tom, a suborná-lo e a dar graxa para ele me dizer o que era a prenda.

- Kate, mein liebe, não adianta dares graxa porque não te vou dizer. – Disse ele dando-me um beijo.
- Arrr... Nunca mais chega a noite! – Ao dizer isto, o Tom ri-se – Não te rias! Não dá graça nenhuma!
- Desculpa liebe, mas a cara que tu estás a fazer é tão cómica!
– Disse ele puxando-me mais para si. Depois dá-me mais um beijo. Fiz beicinho, mais uma tentativa para ver se ele me dizia, mas nada – Vá lá liebe, vais ver que a noite chega depressa...
- Porque é que não me dás agora?
- Porque se trata da minha prenda, logo, tem de ser num momento especial; que é logo á noite.
– Frizou bem este “minha” e depois tocou com o seu dedo indicador na ponta do meu nariz.

A tarde, para espanto meu, passou a correr e já estava a anoitecer. Estávamos a jogar ao SingStar, e todos participámos. E quando eu digo todos, é mesmo todos. Claro que aqui, o que importava era divertir, e não uma competição uns contra os outros.
Todos cantámos uma música, e até o Tom cantou! Lembrem-se que ele não gosta de cantar em frente a muita gente... Pois... Pediu-me para cantar com ele! E eu fui.
Oh, cantei com todos eles. Com a Líe, com a Mary, com os G’s e com o John. Só faltou com a Simone e com o Gordon!

- Podemos roubar a aniversariante durante um bocadinho? – Perguntou a Mary e a Líe chegando-se á minha beira – Tommy, tu sabes porquê...
- Sim, sei...
– Disse a rir-se – Levem-na lá...
- Onde?
– perguntei a olhar para eles os três confusa – Mau... Já são muitos mistérios hoje. Vocês dão-me cabo da cabeça!
- Vamos mas é, e cala-te!
– disse a Líe puxando-me por um braço.

A Mary puxa-me pelo outro braço e subimos as escadas até ao andar de cima. Ao chegarmos á porta do meu quarto, não o do Tom, mas sim o quarto onde eu dormia, mandam-me fechar os olhos. Claro que achava aquilo estranho, mas lá fechei os olhos. Abrem a porta e puxam-me as mãos para eu entrar. Pude abrir os olhos e em cima da cama, estava o vestido que eu tinha gostado no outro dia. Fiquei de queixo caído.

- Oh. My. God. Mary... Líe...! – Avancei até ao vestido e peguei nele. Corri para o espelho e mirei-me com o vestido á minha frente – Andaram a gastar dinheiro por causa de um capricho meu, isso não se faz!
- Tu pensas que eu ia ficar só por aquele simples fio?
– Olhei para a ela com olhar de desaprovação e pousei o vestido em cima da cama – Com a ajuda do Bill, comprámos-te o vestido. – Sorriu-me e eu retribuí.
- Obrigada meninas! – Corri para eles com um sorriso enorme e abracei-as – Mas, para que é que eu quero o vestido?
- Já vez...
– Disse a Líe com um sorriso malicioso. Alguém bate á porta e é Mary quem a abre. Era... Erhm... Uma cabeleireira? – Dona Morgan, aqueles cabelos são todos seus.
- Boa tarde minhas meninas. Menina Kate, importasse que eu a penteie?
– A senhora, já a caminhar para a meia-idade, fica a olhar-me á espera de uma resposta. Ora, que remédio tinha eu senão deixar a senhora trabalhar?
- Ah... Pode, claro... Esteja á vontade...

Sentei-me na cadeira que estava á frente do espelho e deixei a senhora Morgan trabalhar.
Uns puxões daqui outros de acolá, no fim de aproximadamente duas horas tinha o cabelo arranjado. E ainda fui maquilhada!
Acabado o trabalho, olhei-me ao espelho. Estava tão diferente! O meu cabelo estava repleto de caracóis que caiam até aos ombros e de lado tinha um gancho com um laço em roxo, para prender a franja, que era a única parte do cabelo que se mantinha lisa. De maquilhagem, derivado ao meu tom de maquilhagem, não foi exagerada. Os olhos estavam tal e qual como os pinto todos os dias, tinha um pouco de base e um batom roxo, não muito carregado, com gloss.

Nisto, chegam a Líe a Mary ao meu quarto; pois tinham saído, dizem elas, para deixar a senhora trabalhar mais á vontade. As duas também estavam todos produzidas. Um vestido preto simples de costas abertas, era o que a Mary envergava. Já a Líe, tinha um vestido balão em preto. O cabelo das duas estava totalmente liso, a única diferença é que a Líe tinha apanhado o cabelo de lado.
Estavam as duas tão bonitas!

- Onde é que vão assim vestidas? – perguntei eu a olhá-las.
- Para o mesmo sitio que tu, dear. – Respondeu a Lillianne a sorrir para mim e depois para a Mary.
- E que os outros! – Completou a Mary – Devias ir ver como é que os rapazes estão!
- Ham? Okay, uma coisa de cada vez; para onde é que eu vou?
– Perguntei confusa.
- Já vês. – Responderam as duas em coro – Convinha vestires-te, sabes? Ires despida não dá muito jeito... – Disse a Mary a olhar para mim de alto a baixo – A não ser para uma pessoa.Ok, aquela boca não merece resposta!
- Voltando ao assunto “vestir” – Fiz o sinal das aspas com os dedos – é para vestir o vestido, right?
- That’s it girl. Veste-o.


Ausentei-me do quarto por uns instants e fui vestir-me para a WC. Bem, fica mesmo á medida! Voltei para a beira delas e calcei-me. Para terminar, vesti o casaquinho e as duas meteram-se a olhar para mim e afirmaram com a cabeça; em sinal de aprovação sobre o vestido.
Agora, estou pronta. Mas pronta para o quê?

***


Pareço um gato desnorteado. Vedaram-me os olhos e puseram-me dentro do carro. Não sei para onde vou... Pareço uma autentica idiota no meio disto tudo!
Lá senti o carro parar e o Tom ajudou-me a sair. Senti as suas mãos segurarem-me para eu não cair.
Senti um frio percorrer as minhas costas; estava frio, de certeza que estou na rua.
Mas depois veio o calor. Entrei dentro de algum edifício, só pode.
Tiraram-me a venda dos olhos e estava nada mais nada menos do que o bar do Andreas!

- Txanam! Era para aqui que vinhas! – Disse a Líe, rindo-se da minha cara a olhar para aquele espaço.
- Po...Pois... – Gaguejei e avancei mais – Minha Nossa Senhora... – Estava tudo decorado, cheio de cor. Havia mesas com comida, outras com bebida, e outras com doces. De certeza que vou-me fartar de atacar na mesa dos doces! – Obrigada! Muito obrigada! – Corri para eles todos e abracei-os.

A noite avançou e jantámos todos juntos.
Dançámos, comemos, bebemos – cada um mais alterado que o outro – mas sobretudo divertimo-nos.

- Kate?
- Hmm.
- Anda comigo á varanda...
– O Tom puxa-me por uma mão e avançamos os dois para a varanda do bar. Grande, por sinal. Estava frio, mas com a temperatura que estava lá dentro, não nos importámos com isso. Olhei para ele com os olhos a brilhar. Será que... Sim Kate, é isso mesmo que estás a pensar... – Olhei para ele e um sorriso apareceu – A prenda liebe...
- Tom, se andas-te também a gastar dinheiro comigo, tu nem sabes o que eu te faço!
- Uh... Então nesse caso vou levar muita porrada!
Começa a assustar-me...Mas tenho a certeza que não me vais bater... – Por detrás das costas dele, apareceu um envelope muuuuuuito suspeito.
- O que é isso...? TOM KAULITZ!Começo a suspeitar de qualquer coisa...
- Isto? – Mostrou o envelope. Assentei com a cabeça – Como é que hei-de dizer... Erhm...
- Tom, diz logo, não estejas com rodeios...
– Aproxima-se mais de mim e segreda-me ao ouvido:
- E que tal uma semana em Cuba?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 07 Mar 2009, 10:50

Ai o Tom é mesmo bue romantico
A Kate e o Tom vao passar uma semaninha a cuba
posta maisss
beijinhoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 07 Mar 2009, 11:05

Foda-se Tom ùú Tanto mistério só por causa de uma viagem?! Pahahaha , que sarcasmo --.

Cubaaaaaaaaaaaa *________________*
LEVA-ME CONTIGOOOOOO ;;
PLEASE!

Mais Kate'zinha ;D
LY'
«3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Seg 09 Mar 2009, 09:47

Uhhh
Que sortudos!!
MAis
Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Nádia'a **

avatar

Número de Mensagens : 2275
Idade : 24
Data de inscrição : 24/08/2008

MensagemAssunto: ..   Seg 09 Mar 2009, 12:28

Que sorte fogoo '

Mais :b quero mais :b
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qua 11 Mar 2009, 12:41

52º Capítulo – Cuba, aqui vamos nós!


Sabe tão bem o aconchego do Tom ao acordar...
Estamos os dois cheios de sono, mas temos de nos levantar porque temos uma coisa importantíssima a fazer: as malas.
Aconcheguei-me mais a ele, e ele, ao dar por mim acordada, envolve-me num abraço.

- Bom dia preguiça... – Saudou ele fazendo-me cócegas.
- Preguiça? Olha quem fala! – Brinquei, tentando desfazer-me das cócegas – Bom dia.
- Ah bom. – Parou de me fazer cócegas e beija-me.
- E que tal se nos levantássemos? – Sugeri ficando a olhar para o Tom, que ainda se mantinha de olhos fechados – É que temos de começar a preparar as malas...
- Ya, pois temos... – Abriu um olhou e ficou a olhar para mim. Mas voltou a fechá-lo – Que horas são?

Remexeu-se ma cama de modo a ficar ao meu nível e agarra-me pela cintura. Apanho o telemóvel que está na mesinha á beira da cama e vejo as horas.

- Quase 11...

Pousei o telemóvel de novo na mesinha e encaixo o meu corpo com o do Tom, de modo a ficarmos os dois confortáveis.
Estamos assim durante uns minutos mas depois levantamo-nos.
Cada um tomou o seu banho, um de cada vez, e vestimo-nos.
Ambos descemos para baixo e vamos para a cozinha tomar o pequeno-almoço. Comemos qualquer coisa leve para não pesar muito no estômago e subimos de novo para o quarto para preparar as malas.

&&&



Dia da viagem.

Finalmente chegou o dia em que partimos para Cuba. Tivemos que acordar cedo, o que foi um grande sacrifício para o Tom. O nosso voo era á 1 da tarde. Eu sei que acordámos cedo demais, mas foi só para não haver atrasos.
Tomámos o pequeno-almoço com a família lá da casa reunida e ficámos o resto da manhã em casa.
Por volta do meio-dia, partimos para o aeroporto.
Claro que não podiam faltar as preocupações da Simone...

- Alimentem-se bem!
- Impossivel não me alimentar bem mãe, sabes bem como é que eu sou. – Disse o Tom entre risos.
- Mesmo assim! – Acrescentou – Ah, e quando forem para a praia protejam-se! – Eu e o Tom olhamos um para o outro e depois voltamos a olhar para a Simone – Nos dois sentidos... – Ri-me com o Tom e a voz mecânica anuncia o nosso voo. Pegamos nas bagagens.
- Querem ajuda com as malas? – Perguntou o Gordon.
- Deixa estar... Nós conseguimos. – Sorri para mim e beija-me a face – Vamos liebe?
- Sim.
- Vão lá... Tenham cuidado, por favor! – Disse a Simone vindo dar-nos um beijo a cada um.
- Está descansada mãe. Eu tomo conta da minha pequena... – Sorri-me e beija-me mais uma vez a face. Cada um de nós despede-se do pessoal.

A voz mecânica voltou a anunciar o voo 245, que era o nosso.
Fizemos o check-in, entramos no avião – com muita sorte ficámos lado a lado – e levantamos voo.

- Cuba, aqui vamos nós!

[...]


Aterramos em Cuba. Assim que saímos do avião, pude sentir que estava um calor abrasador; despi logo o casaco.
Fomos buscar as nossas malas e chamamos um táxi, que nos encaminhou até ao hotel.
Quando lá cheguei, ia tendo um ataque cardíaco! Era lindo! E com a praia mesmo á frente!
Não faço a mínima ideia de quantos andares o hotel terá, mas neste momento, é a coisa que menos me preocupa!

- Oh my god...
- E ainda não viste nada!

Entramos dentro do hotel. Luxo, luxo e mais luxo. Tudo decorado a dourado e vermelho, com as habituais peças delicadas que nos dizem sempre para não mexer – era acolhedor, de facto.
O Tom foi fazer o levantamento da chave do nosso quarto e eu fiquei sentada num sofá – bastante fofinho! – á espera dele. Depois de ter a chave, subimos para cima.

- Ficámos em que andar?
- Mesmo no último!

Uhuh, very nice! Ultimo piso, onde as suites mais luxuosas se encontram!
Subimos até lá e avistámos o nosso quarto. Era o 1469.
Fomos aos pulinhos feitas crianças para o quarto e assim que o Tom abriu o quarto, fiquei de queixo caído. O quarto parecia de uma rainha!
Corri para a cama feita doida e atirei-me para cima dela, como fazia quando era criança. O Tom fez o mesmo.

- Estas serão as férias mais felizes da minha vida! – Disse eu virando-me para o Tom.
- E eu vou contribuir para isso. – Chega-se mais a mim e beija-me.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 12 Mar 2009, 11:55

Uhhh
Cuba!! Ritmos "calientes"!!
Os cubanoss....
MAs pronto ela tá com o Tom!!
Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Anne-Bill

avatar

Número de Mensagens : 59
Idade : 24
Localização : Perdido no Alentejo : |
Tokio Hotel preferido : Bill *.*
Data de inscrição : 26/08/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Qui 12 Mar 2009, 12:29

Cubaaaaaaaaaaaaaaa *_________________*

Fogo, seus labregos ùú' aí em Cuba feitos preguiçosos, agora vai ser só preguiça enrolada xDD
PORQUE É QUE NÃO ME LAVES CONTIGO CÁTIA?!? T.T
ÉS MÁÁÁÁÁÁÁÁ! T.T

Vá , vá , quero mais sua labregaaa x)
Küss!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fics-e-shots-th.ativoforum.com/
Bri

avatar

Número de Mensagens : 1544
Idade : 25
Localização : Portalegre
Tokio Hotel preferido : Tom
Data de inscrição : 19/02/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 14 Mar 2009, 09:54

Hello (:
Ora bem, vamos lá a ver uma coisa: eu já ando farta desta fic, por isso, a acção vai começar a passar mais depressa. Quero acabá-la o mais depressa possivel pela razão que já referi por isso vou meter o Turbo Diesel para isto ficar acabado em Abril (:
Neste capítulo vai aparecer uma personagem nova, mas só no fim é que aparece. Ainda não diz quem é, mas possivelmente, no próximo, vai-se ficar a saber algo mais sobre a personagem ^^

Kiss *


53º Capítulo: O que é isto?!


Tacteei a mesa ao lado da cama e peguei no telemóvel para ver as horas. Esbugalhei os olhos ao ver que já era tardíssimo! 3 Da tarde?! Como é que é possível ter-mos dormido tanto tempo?

- Tom… acorda… – Virei-me para ele e abanei-o para o acordar.
- Já? – Perguntou com voz de sono.
- “Já” não, só agora! – Levantei-me da cama e abri os cortinados para fazer o Tom levantar-se.
- Fecha isso! – Reclamou tapando os olhos com as mãos. – Ai… O que eu sofro nas tuas mãos… – Enterrou a cabeça nas almofadas e eu entro para a WC a vestir o meu bikini – Fogo, está calos!
- Então levanta daí o “cu” e vamos para a praia!
- Hmm… Boa ideia. –
Levanta a cabeça das almofadas e olha para mim com aqueles olhinhos de sono – Já estás pronta?
- Já. Enquanto tu te estavas a lamentar que era cedo, tive tempo de me vestir… -
Arranjei a mochila com as toalhas e pus-me a olhar para o Tom que continuava a praguejar que era cedo demais para acordar – Vai-te vestir, vá…
- Não podemos ficar a dormir só mais um bocadinho pequenininho? –
Perguntou a aproximar-se de mim entrelaçando os seus dedos.
- Não. – Fez beicinho, isto tudo só para me convencer – E não me olhes assim nem faças beicinho, porque andas a ficar muuuito preguiçoso…
- És mesmo má! –
Sentou-se na cama, cruzou os braços como uma criancinha e fez beicinho outra vez. Estava tão amoroso que só me apetecia enchê-lo de beijos!
- Tom estás a atrofiar comigo! – Não se mexeu nem falou. Avancei até ele e atirei-me para cima dele. Beijei-o e ele acabou com aquela birrinha.
- Vou vestir os calções, já volto. – Pegou nos seus calções e entrou no WC.

No fim de uns minutos, aparece no quarto já vestido e de óculos postos.

- Vamos?
- Claro que sim minha bomboca. –
Disse eu. Peguei na mochila e fui até ao Tom, agarrando-o pela cintura.
- Bomboca? Sr. Bomboca se faz favor! – Disse ele com ar de importante.
- Está bem, Sr. Bomboca… – Disse eu a rir-me e ele beija-me.

Saímos do quarto e descemos de elevador até á recepção e lá, entregamos a nossa chave do quarto. Saímos do hotel.
A praia esperava-nos. As águas eram límpidas e a areia era tão macia que apetecia ficar lá para sempre!
Estendemos as nossas toalhas e decidimos ir logo para a água. Era tão quentinha!
Nós os dois fizemos montes de brincadeiras na água. Atirávamos água um ao outro, agarrávamos um ao outro e atirávamos para a água…
A tarde passou rapidamente e começou a anoitecer.
Recolhemos para o hotel para nos arranjarmos e irmos jantar ao restaurante do hotel.
Quando subimos para cima e chegámos ao nosso quarto, os nossos olhos não queriam acreditar no que viam. Era demais para ser verdade!

- Mas o que é esta merda pá?

Tínhamos o quarto virado do avesso! Os lençóis da cama revirados, as nossas roupas e pertences espalhados pelo chão…

- Vou chamar a recepção… – Disse eu. Desci para baixo sempre a pensar no que tinha visto.

Normalmente nestes hotéis, há sempre segurança apertada. Como é que alguém era capaz de entrar no nosso quarto – e ainda por cima logo no nosso! – e fez aquilo tudo?
Custa-me imenso acreditar como é que isto aconteceu, mas é real.

~~


O vento fazia esvoaçar os seus cabelos encaracolados.
Observava as ondas do mar que batiam levemente nas rochas da costa da praia.
Tirou o seu telemóvel do bolso e marcou um número de telefone. Esperou que alguém atendesse do outro lado da linha e bateu impacientemente o pé.

- Estou?
- Já está.
- Hmm… Bom trabalho. Vemo-nos ás 11 da noite. Não te atrases. Sabes perfeitamente que odeio atrasos.
- Está bem. Sabes que nunca me atraso.
- Sim, sei. Bem, até logo.
- Até logo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sayiitloud.blogspot.com
Bia k.

avatar

Número de Mensagens : 4724
Idade : 22
Localização : no quarto do Bill
Tokio Hotel preferido : Bill kaulitz <3
Data de inscrição : 20/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 14 Mar 2009, 10:53

kem e que tera feito akilo ao quarto do Tom e da Kate?
kero maisss
posta maiss
beijinhoo<3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.beatriz25595.hi5.com
Ŧ jOjUH ♥

avatar

Número de Mensagens : 150
Idade : 21
Localização : Terrinha k odeio e numa casa de doidos (casa do terror, xD)
Tokio Hotel preferido : Gustav
Data de inscrição : 04/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   Sab 14 Mar 2009, 11:09

Uhhhhhhhhhh
Mistério!!
Adoro mistérios!!
MAis
Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twilight-pt.twilight-vampire.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jogo Perigoso - 58 - Último.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jogo Perigoso - 58 - Último.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 14 de 16Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jogo das flores
» Jogo estranho xD
» [JOGO]pega ou passa
» Jogo: Tokio Hotel Monsoon
» [JOGO] Jogo da rosquinha.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Tokio Hotel :: Acabadas-
Ir para: